7º Festival Santa Cruz de Cinema é adiado para setembro e anuncia os filmes selecionados

7º Festival Santa Cruz de Cinema é adiado para setembro e anuncia os filmes selecionados

O festival, que estava previsto para junho, divulgou alteração de data devido às fortes chuvas que atingiram o estado

Correio do Povo

Nesta quinta-feira, 23 de maio, foram anunciados também os títulos selecionados para a mostra Nacional e Olhares Daqui

publicidade

A 7ª edição do Festival Santa Cruz de Cinema, que estava previsto para junho, divulgou alteração de data, devido às fortes chuvas que atingiram o estado gaúcho e, agora, será realizado entre os dias 3 e 6 de setembro, em Santa Cruz do Sul. A organização do evento comunicou que a escolha de uma nova data é essencial para que os esforços da comunidade sigam com enfoque em auxiliar as comunidades atingidas.

Nesta quinta-feira, 23 de maio, foram anunciados também os títulos selecionados para a mostra. Em 2024, o Festival contou com 827 obras inscritas, com representatividade de 24 estados brasileiros e do Distrito Federal.

Os estados com maior percentual de inscrições foram, respectivamente, São Paulo (com 28,3%), Rio de Janeiro (com 10,5%), Minas Gerais (com 9,1%) e Rio Grande do Sul (com 8,6%). Deste montante, coube à curadoria do evento selecionar os 18 filmes finalistas para a Mostra Nacional e os 3 filmes da Mostra Olhares Daqui.

Durante o evento, além da exibição dos filmes, no Auditório Central da Unisc, acontece a noite de premiação dos filmes vencedores. Também são incluídas na programação oficinas com profissionais da área do cinema, que ainda não foram divulgadas. Todas as atividades são gratuitas e abertas à comunidade.

O Festival Santa Cruz de Cinema é realizado pelo Sesc/RS, por meio do Sesc Santa Cruz do Sul, Universidade de Santa Cruz do Sul (Unisc) e Pé de Coelho Filmes

Confira os filmes selecionados

  • Mostra Nacional

Expresso Parador, de JV Santos (RJ)

Cida Tem Duas Sílabas, de Giovanna Castellari (SP)

Sereia, de Estevan de la Fuente (PR)

Circuito, de Alan Sousa e Leão Neto (CE)

Todo romance termina assim, de Marco Aurélio Gal (SP)

Pequenas Insurreições, de William de Oliveira (SP)

A Noite das Garrafadas, de Elder Gomes Barbosa (RJ)

Morro do Cemitério, de Rodrigo R. Meireles (MG)

Infantaria, de Laís Santos Araújo (AL)

A Menina Atrás do Espelho, de Iuri Moreno (GO)

O Aniversário do Seu Lair, de Dácio Pinheiro (SP)

Big Bang, de Carlos Segundo (MG)

Fitoterapia, de Eduardo Piotroski (RS)

Cava, de Hopi Chapman e Karine Emerich (RS)

Noz Pecã, de Aline Gutierres (RS)

O Tempo, de Ellen Corrêa (RS)

Ao sol e à sombra, de Teresa Assis Brasil e Richard Tavares (RS)

ZAGÊRO, de Victor Di Marco e Márcio Picoli (RS)

  • Mostra Olhares Daqui

Madame bovet - a mulher do casarão, de Bruna Weis e Guilherme Andriolo

Margaridas, de Bruna Richter Eichler

De volta para o mesmo lugar, de Lucas Lemes


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta quarta-feira, dia 1 de maio de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895