A música passa o chapéu e entra nas plataformas

A música passa o chapéu e entra nas plataformas

Acordeonista Luciano Maia é atração desta terça do Chapéu Acústico na CCMQ e o cantor e compositor Jean Melgar lança novo single

Correio do Povo

Luciano Maia é um dos acordeonistas referenciais do Rio Grande do Sul e se apresenta no Chapéu Acústico na CCMQ

publicidade

O compositor, arranjador, instrumentista e referências no acordeão no RS, o músico Luciano Maia é o convidado do Chapéu Acústico, hoje, às 19h, no Auditório Luís Cosme da Casa de Cultura Mario Quintana (Andradas, 736). O ingresso é uma contribuição espontânea.

Em trajetória de sucesso, Luciano, em duas décadas, gravou 16 álbuns, produziu dezenas de outros de artistas da região sul do Brasil, dividindo o palco e o estúdio com nomes como Hermeto Pascoal, Dominguinhos, Yamandu Costa, Renato Borghetti, que são suas referências no instrumento, como o francês de herança italiana Richard Galliano. 

Jean Melgar

Depois de vários anos se apresentando em bares, com versões de músicas dos seus ídolos, Jean Melgar, cantor, compositor e intérprete porto-alegrense, está dedicado a lançar suas canções autorais, nas quais mostra referências e estilos bem brasileiros. 

Nesta terça, 26, Melgar lança seu primeiro single, “Cheiro de Flor”, em todas as plataformas musicais.

Segundo ele, a composição é uma ode aos mestres da MPB, ao feminino e aos ritmos que envolvem e seduzem o público. Em “Cheiro de Flor”, sutilmente, Melgar apresenta suas referências em Caetano Veloso, Marisa Monte e Novos Baianos. “Minhas referências passeiam, também, pelo pop, o que eu pretendo apresentar nas próximas canções”, antecipa.

A canção tem arranjo e produção musical de Jefferson Marx, que também assina as guitarras, baixo e piano; percussões de Giovanni Berti e Bruno Coelho e backing vocal de Lindseyara. O single foi gravado e mixado no Estúdio Tec Audio entre os meses junho e agosto.


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta quarta-feira, dia 17 de julho de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895