Em show histórico, Anitta leva público do Coachella à loucura no primeiro dia do festival

Em show histórico, Anitta leva público do Coachella à loucura no primeiro dia do festival

Cantora brasileira chegou de moto, com biquíni nas cores da bandeira do Brasil, e dançou ao lado do rapper Snoop Dogg no palco com decoração que imitava uma favela

R7

Anitta chegou com biquíni nas cores da bandeira do Brasil

publicidade

Sem máscaras ou restrições sanitárias, milhares de pessoas em biquínis, roupas de verão, cabelos coloridos e maquiagem cheia de glitter inundaram a cidade de Indio, na sexta-feira, dia 15, no início do primeiro festival "Coachella" desde o início da pandemia, no deserto da Califórnia, nos Estados Unidos. 

A brasileira Anitta foi uma das maiores atrações do primeiro dia do evento, que tinha parado de ocorrer por conta do avanço da Covid-19. 

Anitta causou uma revolução no palco principal. Reproduzindo uma favela, a cantora de 29 anos entrou em um mototáxi vestindo um biquíni com as cores da bandeira brasileira. Ao pôr-do-sol, começou com um vídeo mostrando seu Rio de Janeiro natal ao ritmo do clássico "Mais que nada". 

A multidão foi à loucura imediatamente quando o rapper Snoop Dogg fez uma aparição surpresa, seguido logo depois por Saweetie, bem como uma projeção em vídeo de Cardi B, com seu vídeo “I like it”.

"É incrível", disse Alexa Davis, que veio de Connecticut.

Cantando em inglês, espanhol e português, Anitta dançou e beijou. Vários dos espectadores se jogaram no chão para mexer os quadris ao ritmo de seu super hit "Envolver", o mesmo com o qual ela fez história ao se tornar a primeira brasileira a liderar a lista global de streaming do Spotify.

Com termômetros chegando a 30°C no início da tarde, os fãs caminharam vários metros desde os estacionamentos e áreas de camping até o festival. 

Sem máscaras

Os trajes coloridos não incluíam máscaras. Para os entrevistados, o vírus não foi uma preocupação, apesar de os casos nos Estados Unidos terem começado a aumentar nas últimas semanas, registrando até 38.000 casos diários, segundo números oficiais.

"Não estou com medo e estou animado por estar lá com as pessoas", disse Saturn Risin, um participante que viajou de Los Angeles, a quase três horas de carro. 

"Olhe para isso! Nós só queremos nos divertir, não quero pensar em Covid hoje à noite", disse Sarah Jones, que viajou de Oregon com seus amigos. 

Na sexta-feira, dia 15, os presentes desfrutaram de um show surpresa do Arcade Fire, enquanto, com a lua cheia iluminando o céu do deserto californiano, eram esperadas Phoebe Bridgers e no final da noite, Harry Styles. 

Megan Thee Stallion, Billie Eilish e Doja Cat são algumas das grandes figuras que se apresentarão no Coachella entre sábado, dia 16, e domingo, dia 17.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895