Espetáculo em Porto Alegre homenageia Música Popular Brasileira

Espetáculo em Porto Alegre homenageia Música Popular Brasileira

"Grande Encontros da MPB" ocorre nesta sexta e no sábado

Correio do Povo

Espetáculo irá ocorrer no Teatro da PUCRS

publicidade

A Música Popular Brasileira será a maior homenageada, em Porto Alegre, nesta sexta e no sábado com o espetáculo “Grandes Encontros da MPB”. Produzido pela Aventura, o espetáculo faz três apresentações hoje, às 21h, e no sábado, 18h e 21h, no Teatro da PUCRS (Ipiranga, 6681, prédio 40) para celebrar este patrimônio da cultura brasileira. Os ingressos para a atração podem ser adquiridos no site da plataforma Sympla.

“Grandes Encontros da MPB” é apresentado pelo Ministério da Cidadania e pela Sul América. O diretor Sergio Módena destaca a importância de levar a cultura brasileira para o palco. “Esse musical é uma afirmação da nossa cultura! Precisamos elevar a autoestima do brasileiro, ouvir a nossa música! ‘Grandes Encontros da MPB’ será um show teatralizado”, define.

O roteirista Pedro Brício lembra que o musical, que apresenta repertório da MPB a partir dos anos 1960, fala não só de parceria artística, mas de amizade: “O espetáculo vai falar sobre encontros que duraram décadas, não só artisticamente, mas afetivamente. Caetano e Gil, por exemplo, não compuseram tantas canções, mas viveram juntos em Londres, a parceria foi além da música, foi um encontro de vida”, define. 

O musical vai homenagear e lembrar grandes parcerias na música brasileira, com o elenco interpretando canções ao vivo como “Se Todos Fossem Iguais a Você”, de Tom Jobim e Vinícius de Moraes, “Beatriz”, de Chico Buarque e Edu Lobo, “É Proibido Fumar”, de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, “Sociedade Alternativa”, de Raul Seixas e Paulo Coelho, “Flutua”, de Johnny Hooker e Liniker, e ainda Titãs, Barão Vermelho, Tim Maia, Paralamas, Blitz, entre outros. 

Da Jovem Guarda ao Samba

Da Jovem Guarda ao Samba, o elenco, formado por Ariane Souza, Bruna Pazinato, Édio Nunes, Franco Kuster, Júlia Gorman e Thiago Machado vai contar, com depoimentos descontraídos e bem-humorados, as histórias e curiosidades dessas parcerias. O time apresenta no palco um passeio pela história da música nacional, passando por diversos gêneros e enredos. 

Gêneros como a Bossa Nova, com Tom Jobim, Toquinho e Vinícius; a era dos festivais, com Caetano e Gil; o Clube da Esquina, de Milton Nascimento; a música nordestina, de Elba Ramalho, Alceu Valença, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo estão representados, bem como o Samba com Clementina de Jesus, Cartola, Nelson Cavaquinho e Beth Carvalho. Cazuza e Frejat, Raul Seixas e Paulo Coelho representam o Rock. 

A direção musical é de Délia Fischer e o figurino é assinado por Karen Brustollin, que levará ao palco uma confecção artesanal com um design à maneira da Pop Art, incluindo elementos circenses e com uma vasta cartela de cores. “Vou misturar estilos, um pouco de Pop Art e Barroco. Quero dar uma sensação confortável para o elenco e para o público”, define Karen. A cenografia, criada por Dina Salem Levy, é composta de grandes painéis que serão movimentados pelos atores, dando forma a vários ambientes na encenação.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895