Espetáculo "Líricas Femininas" explora a presença da mulher na música brasileira em Porto Alegre
capa

Espetáculo "Líricas Femininas" explora a presença da mulher na música brasileira em Porto Alegre

Serão promovidas oficinas e shows desta quarta-feira até o domingo

Por
Correio do Povo

Espetáculo em Porto Alegre irá explorar a presença feminina na música brasileira

publicidade

A presença da mulher na música brasileira é tema dos espetáculos “Líricas Femininas”, com participações de Badi Assad, Cátia de França Lucina, Déa Trancoso, Ceumar e Clarissa Ferreira, de hoje a domingo, no Teatro do Sesc (Alberto Bins, 665), dentro da 6ª Mostra Sonora Brasil Sesc. Serão promovidas oficinas pela tarde e shows à noite. As apresentações são gratuitas, mediante retirada antecipada de ingressos no local. 

Nesta quarta, poderá ser conferida a oficina “Avós da Nossa Voz”, com a construção de músicas que tragam um pouco da história de cada participante e, se possível, do local. Com as ministrantes Priscilla Ermel (SP), Vanja Ferreira (RJ), Anastácia Rodrigues (PE) e Gabriela Geluda (RJ). O show de hoje, às 19h, “Líricas Históricas” será com esse mesmo grupo de instrumentistas e cantoras trazendo uma visão cronológica de compositoras de várias fases da música brasileira, especialmente a de concerto.

Na quinta, Déa Transcoso (MG), cantora, compositora e produtora cultural, às 15h, ministra oficina voltada para voz e suas memórias. Depois, às 19h, Déa faz o show “Líricas Transcendentes”, com um repertório relacionado às tradições musicais do meio rural e de composições inspiradas neste universo. Participam também Cuatro Venezolano e percussão, Ceumar (MG) voz, violão e percussão e Cátia de França (PB) voz, violão e percussão. Participação especial Isabel Nogueira (RS).

Georgia Camara (RJ), na sexta-feira, às 15h, comandará a oficina de iniciação à percussão através dos ritmos brasileiros. Serão abordadas noções de timbre, pulso e subdivisão. O seu show, às 19h, é voltado às músicas relacionadas às tradições religiosas de matriz africana e obras que remetam aos elementos estéticos da cultura africana. No palco estarão, além de Georgia (vibrafone e percussão), Vanessa Melo (BA/ voz e clarinete), Rosa Reis (MA/voz e caixa) e Negravat (SP/ voz e percussão). Com participação especial Negra Jaque (RS). 

O sábado começa, às 9h, com oficina de canto popular, com Regina Machado coordenando exercícios práticos de contato com a voz, o corpo e o cantar. Na tarde, às 15h, a cantora, compositora e violonista Badi Assad (SP), a cantora e compositora Lucina (MT), e a pianista Ana Fridman (SP) falam sobre experiências, processos composicionais e mercado da música. A noite, elas fazem o show “Líricas Modernas”, valorizando a experimentação e o uso de recursos expressivos inovadores, especialmente na voz. 

Para encerrar, no domingo, o show, às 18h, será o “Líricas Sulinas”, mostra mulheres musicistas em uma linha temporal que rememora compositoras brasileiras e celebra o que há de mais novo no cenário da música gaúcha. Entre as participantes estão Clarissa Ferreira (voz e violino), Jéssica Berdet (voz e violão), Thaís Nascimento (violão), Nina Nicolaiewsky (voz), Júlia Pezzi (contrabaixo) e Samara Moraes (violoncelo).