Exposição celebra a diversidade da fotografia em tempos de Covid-19

Exposição celebra a diversidade da fotografia em tempos de Covid-19

“Outros Múltiplos Olhares” ganha edição virtual

Vera Pinto

Imagem de Ricardo Willrich

publicidade

Especialmente concebida para as redes sociais, a mostra “Outros Múltiplos Olhares”, primeira edição virtual do projeto homônimo, celebra a diversidade da fotografia em tempos de Covid 19, e tem abertura às 11h deste sábado (18 de julho), pelo Facebook (@outrosmultiplosolhares). Os 36 fotógrafos participantes aceitaram o convite do curador da mostra, Fábio André Rheinheimer, para estabelecer um diálogo diverso e plural, que reflete pontualmente as inquietações e anseios em tempos de Pandemia. O evento segue até o dia 1º de agosto, às 11h. 

Nesta 3ª edição, o projeto se consolida fiel ao objetivo de estabelecer o diálogo entre visões distintas na área da fotografia, trazendo diferentes visões destes tempos de pandemia. Porém, diante da amplitude deste tema na contemporaneidade, esta exposição se desenvolve sem jamais se pretender absoluta, tampouco definitiva. Participam: Flávio Wild, Leandro Facchini,  Gustavo Monteiro,  Gutemberg Ostemberg, Andréa de Barros, Aníbal Elias Carneiro, Betho Giordani, Marcelo Leal, Alexandre Eckert, Leonardo Kerkhoven, Victor Ghiorzi, Ricardo Willrich,  Douglas Fischer, Marcelo Filimberti, Eduardo Grazia, Laércio de Menezes, Ivana Werner, Paulo Mello, Sílvia Dornelles,  Andréa Seligman, Clara Koury, Tiago Jaques,  Flávia Ferme, Fabrício Simões, Genaro Joner, Helena Stainer, Ana Fernanda Tarrago, Iara Tonidandel, Rafael Karam, Rogério Soares, Bia Donelli, Rogerio Franco, Fábio Petry, Pedro Antônio Heinrich, Zulaine Santos e Carlos Haron. 

A primeira edição ocorreu em 2017 e a segunda, em 2020, sob o conceito do exercício da fotografia enquanto instrumento a serviço de (possíveis) narrativas. Os trabalhos selecionados para esta mostra formam um conjunto multifacetado, que revela o universo particular de cada um dos 36 convidados; os quais, segundo novas vinculações neste contexto, propõem outras apropriações simbólicas. Portanto, viabilizam novas releituras de domínio exclusivo do espectador. 
        


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895