Exposição em Porto Alegre apresenta repertório de Teresa Poester
capa

Exposição em Porto Alegre apresenta repertório de Teresa Poester

Mostra estará na Capital a partir de hoje na Sala João Fahrion

Por
Correio do Povo

Exposição de Poester faz parte do projeto “Percurso do Artista”

publicidade

A mostra “Até Que Meus Dedos Sangrem”, de Teresa Poester, abre hoje, a partir das 18h30min, na Sala João Fahrion (2° andar da Reitoria da Ufrgs (Paulo Gama, 110), com curadoria de Eduardo Veras. O evento contará com participação do músico Vagner Cunha, criador da vídeo-performance “Labografias, com a colaboração de James Zortéa e Vado Vergara. O músico faz uma interpretação ao vivo, com trilha sonora original, às 20h. 

No projeto “Percurso do Artista”, que retorna após cinco anos, após mostrar o trabalho de Nico Rocha, Luiz Achutti, Flávio Gonçalves, Eduardo Vieira da Cunha e Luiz Gonzaga, a mostra apresenta a produção dos últimos dois anos da artista. Dentre as obras inéditas, destaca-se a criação homônima à exposição, produzida por 23 colaboradores com o uso de 600 canetas vermelhas, que mede 20 metros quadrados, em linóleo branco. Até o encerramento, em maio de 2020, estão previstos outros vídeos, como “Outubro”, “Breviários”, “Até que Meus Dedos Sangrem” e ainda o filme “10.357km”, de Niura Borges. 

Com um repertório baseado no desenho, técnica na qual usa materiais básicos, como lápis, papel, caneta, lápis de cor e grafite, Teresa Poester produz com outros elementos, como impressão, gravura, fotografia, vídeo e manipulação digital com software. Professora aposentada da Ufrgs, nos últimos anos tem seu ateliê em Éragny-sur-Epte, cidade situada a aproximadamente 70km de Paris e lar do pintor impressionista Camille Pissarro (1830-1903).