Fantaspoa divulga 25 concorrentes

Fantaspoa divulga 25 concorrentes

A 17ª edição será em abril totalmente on-line

Filme ‘A Cabeleireira’, de Jill Gevargizian (EUA), integra a seleção do festiva

publicidade

O Fantaspoa, tradicional festival de cinema que é realizado em Porto Alegre desde 2005, promove a sua 17ª edição em ambiente totalmente on-line. O festival é dedicado a filmes fantásticos (que incluem os gêneros fantasia, ficção-científica, horror e thriller) e disponibilizará gratuitamente sua seleção na plataforma de streaming Darkflix.

Faltando algumas semanas para a edição deste ano, que ocorrerá entre 9 e 18 de abril, o Fantaspoa antecipa 25 dos 50 longas-metragens que integram a programação de 2021, realizada com recursos da Lei 14.017/2020, a Lei Aldir Blanc. Segundo os organizadores João Fleck e Nicolas Tonsho, “é uma programação inigualável em qualquer festival de cinema fantástico na América Latina, reforçando o caráter curatorial do evento, trazendo uma variedade de países, gêneros cinematográficos e priorizando a qualidade do conteúdo apresentado”.
No ano de 2021, além das exibições de filmes, o Fantaspoa também conta com atividades de formação, que acontecem semanalmente até o dia 8 de abril, destacando-se nomes como Lourenço Mutarelli, ator, professor e escritor; a atriz Luciana Paes, cujo premiado trabalho inclui novelas e filmes prestigiados internacionalmente; o ator Silvero Pereira, que eternizou recentemente o personagem Lunga, no aclamado longa “Bacurau”; e Dane Taranha, jornalista e radialista. A programação completa das atividades de formação pode ser consultada no site e nas redes sociais do Fantaspoa.

É válido destacar que destes 25 títulos, três terão sua primeira exibição pública no mundo no festival, cinco estarão em première internacional, dez em première latino-americana e seis em première brasileira, reforçando o Fantaspoa como mais importante janela de exibição da produção fílmica do gênero fantástico da América Latina. As obras representam 17 países e contam com seleções em festivais de alto prestígio internacional, como por exemplo International Film Festival Rotterdam, San Sebastián Film Festival, Toronto International Film Festival, Moscow International Film Festival, Warsaw Film Festival, Sitges Film Festival e Tallin Black Nights.

Selecionados:

- Bloodshot Heart, de Parish Malfitano (Austrália)
- A Cabelereira, de Jill Gevargizian (EUA)
- Carroña, de Eric Fleitas e Luciana Garraza (Argentina)
- O Cemitério das Almas Perdidas, de Rodrigo Aragão (Brasil)
- Cisto, de Tyler Russell (EUA)
- Dancing Mary, de SABU (Japão)
- Danger! Danger!, de Lexie Findarle Trivundza e Nick Trivundza (EUA)
- A Dark, Dark Man, de Adilkhan Yerzhanov (Cazaquistão/França)
- Este Jogo Se Chama Assassinato, de Adam Sherman (EUA)
- Frank e Zed, de Jesse Blanchard (EUA)
- O Grande Salto, de Karim Lakzadeh (Irã)
- Get the Hell Out, de I-Fang Wang (Taiwan)
- Hawk e Rev: Matadores de Vampiros, de Ryan Barton-Grimley (EUA)
- História do Oculto, de Cristian Ponce (Argentina)
- Kontora, de Ansul Chauhan (Japão)
- Marionete, de Elbert van Strien (Holanda/Luxemburgo/Reino Unido)
- Mate Enterre Ganhe, de Michael Lovan (EUA)
- Mister Limbo, de Robert G. Putka (EUA)
- Moscou Não Acontece, de Dmitry Fedorov (Rússia)
- Noturna, de Gonzalo Calzada (Argentina)
- Playdurizm, de Gem Deger (República Tcheca) 
- Post Mortem, de Péter Bergendy (Hungria)
- Querida, Você Não Vai Acreditar, de Yernar Nurgaliyev (Cazaquistão)
- Sangue Vurdalak, de Santiago Fernandéz Calvete (Cingapura);
- O Som da Violência, de Alex Noyer (Finlândia)


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895