Com Djamila, Patrícia e Carpinejar

Com Djamila, Patrícia e Carpinejar

Quinta da Feira terá a filósofa e escritora, a autora portuguesa e palestra do patrono na rua

Correio do Povo

Djamila Ribeiro estará em live às 19h30min, falando de seus livros como o mais recente ‘Cartas Para Minha Avó’

publicidade

A 67ª Feira do Livro de Porto Alegre se encaminha para os seus cinco dias finais, mas as atrações não são de fim de festa, contando com uma qualidade de temas e convidados na programação presencial e de lives. 

Nesta quinta-feira, às 19h30min, a Feira do Livro recebe Djamila Ribeiro. A proposta do encontro virtual “Memória, sensibilidade e ancestralidade negra” é que a autora fale sobre o seu trabalho como escritora e conte sobre a criação de seu último livro publicado - considerado o mais pessoal e sensível dos seus livros: “Cartas Para Minha Avó” (Companhia das Letras, 2021). A atividade irá girar em torno das raízes, memórias, ancestralidade, feminismo e antirracismo na criação de filhos. Com mediação de Dóris Soares (“Gotas de chuva encontram o mar” / Editora Venas Abiertas, 2020). 

Djamila é autora de “Pequeno Manual Antirracista” (Companhia das Letras, 2019), com o qual ganhou o Prêmio Jabuti 2020, na categoria de melhor livro de ciências humanas, além disso esse foi um dos livros mais vendidos no Brasil em 2020. Filósofa, ativista social, professora e escritora é uma voz contemporânea muito relevante no cenário atual.

Antes da live com Djamila Ribeiro, a atração será de Portugal. Às 18h, a live “Uma utopia-distópica sobre a atualidade”, reúne a escritora portuguesa Patricia Portela e o jornalista, escritor e livreiro Milton Ribeiro. Há algo de memória, fantasia, registro, invenção, utopia e distopia na obra da portuguesa Patricia Portela. Ela é reconhecida nacional e internacionalmente pela peculiaridade da sua obra, é autora de “Duas úteis” (Dublinense, 2019), “A coleção privada de Acácio Nobre” (Dublinense, 2017) e de “Hífen” (no prelo). Nesta atividade ela conversa sobre seus livros e estilo narrativo. Mediação de Milton Ribeiro (“Abra e Leia” / Zouk, 2021).

Outro evento que vai dar o que falar nesta quinta de Feira do Livro é o “Poeta na Rua”, com o escritor e patrono Fabrício Carpinejar. Ele conduz esta intervenção, uma palestra a céu e coração abertos, em frente à estátua do Marechal Osório, no coração da Praça da Alfândega, no horário das 17h.

Hoje tem a abertura do Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas, que ocorre até amanhã pelo YouTube. Às 13h30min, a abertura será com a presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia (CRB-10), Gislene Sapata Rodrigues e com a coordenadora do curso de Biblioteconomia da Universidade de Caxias do Sul, Susana Elisabeth Neumann. O evento segue com três mesas redondas, às 13h45min, 15h e 16h30min. Às 18h, será a conferência – “Decir futuro: sobre el lugar de la imaginación, el arte y la literatura para abrir mundos posibles”, com Yolanda Reyes, da Colômbia. A mediação é de Ana Paula Cecato (IFRS). 




publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895