Conheça Marô Barbieri, a patrona da 65ª Feira do Livro de Porto Alegre

Conheça Marô Barbieri, a patrona da 65ª Feira do Livro de Porto Alegre

Autora dedicou-se a obras para o público infantil

Por
Correio do Povo

Marô Barbieri dedicou boa parte da sua carreira literária ao público infantil


publicidade

A escritora Marô Barbieri foi eleita a patrona da 65ª Feira do Livro de Porto Alegre. Natural de Bento Gonçalves, Maria Eunice Garrido Barbieri dedicou boa parte da sua carreira a obras voltadas para o público infantil. Além de autora, também é professora e contadora de histórias. 

Marô é a oitava mulher a assumir o posto de patrona da Feira do Livro de Porto Alegre. Em suas 65 edições, o evento cultural nomeou a primeira escritora para a posição só em 1989, com Maria Dinorah. Em seguida vieram Lya Luft (1996), Patrícia Bins (1998), Jane Tutikian (2011), Cíntia Moscovich (2016), Valesca de Assis (2017) e Maria Carpi (2018). 

"Sou professora, escritora de livros para jovens, mediadora de leitura e contadora de histórias. O professor e os contador de histórias são os primeiros mediadores de leitura, junto com os pais, que os pequenos leitores têm, pois eles fazem o conteúdo do livro chegar de uma forma agradável, lúdica, interpretativa", disse após ser eleita patrona da Feira e receber a função da poeta Maria Carpi. 

"O Brasil é um dos melhores países do mundo em termos de literatura feita para jovens. Creio que meu trabalho na Feira será uma extensão do que já faço há décadas nestas funções que exerço", completou. 

Carreira dedicada ao público infantil

Autora de 27 livros, dedicou-se a obras voltadas ao público infantil ao longo da sua carreira literária. A partir de 2013, Marô, então, começou a produzir livros para o público infanto-juvenil e adultos. Em outubro de 2014 passou a integrar a Academia Riograndense de Letras, ocupando a cadeira de número 15.

Como professora, ela ensinou língua e literatura de português e francês em turmas de primeiro e segundo graus do Instituto Educacional João XXIII, Colégio Santa Família, Colégio Menino Deus, Colégio Rosário e Colégio Israelita.

Antes de Porto Alegre, Marô também já foi patrona de 22 Feiras do Livros, entre elas Guaíba, Bento Gonçalves, Cachoeirinha, Morro Reuter, Minas do Leão, Triunfo e Flores da Cunha, Canela e Alvorada. Já participou de evento literários no Uruguai, Chile, Bélgica, França e Espanha. 


A patrona da Feira do Livro 2019 soma três prêmios na sua carreira: dois prêmios AGES Livro do Ano, em 2007 e 2013, pelas obras "Pestilóide e o Sumiço na Chuva" e "Ciranda de Villa Lobos-Reivenções", respectivamente, e o Troféu Palavra Viva do Sintrajufe, pelo conjunto da obra. Além disso, a escritora é madrinha de três bibliotecas que levam o seu nome que estão localizadas em Santa Maria do Herval, Morro Reuter e em Porto Alegre.