Juarez Fonseca celebra 50 anos de carreira com livro de entrevistas

Juarez Fonseca celebra 50 anos de carreira com livro de entrevistas

Lançamento será nesta quinta-feira, às 17h30min, na Feira do Livro de Porto Alegre

Correio do Povo

Livro abre série que reúne o acervo do jornalista e crítico e inclui as entrevistas realizadas nos anos 1970.

publicidade

Após ser lançado oficialmente no último dia 5, na Livraria Bamboletras, "Aquarela Brasileira - Juarez Fonseca: Entrevistas" ganha lançamento na Feira do Livro de Porto Alegre, nesta quinta-feira, dai 11, às 17h30min. Pela Diadorim Editora, a obra surge quando o crítico e jornalista está prestes a completar 50 anos de carreira, a serviço da música e da arte. Com 306 páginas , traz 28 entrevistas com grandes nomes da MPB, passando por Gilberto Gil, Elis Regina, Tom Jobim e Chico Buarque, Caetano Veloso, Belchior, Rita Lee, Nara Leão e muitos outros.

Este é o primeiro volume de série de livros reunindo o acervo de Fonseca e inclui as entrevistas realizadas nos anos 1970. A primeira delas, de maio de 1972, foi realizada com o músico Gilberto Gil e publicada no jornal Exemplar, editado pelo Clube do Professor Gaúcho. Com seu estilo franco e direto, ele vai fundo em questões que transcendem a música e nos oferece, também, um retrato do Brasil que ainda sofria os efeitos danosos da ditadura militar, que incluía censura, prisões, exílio e desaparecimentos. O livro traz também fotos realizadas pelo próprio jornalista.

Fonseca conta que, nas cinco décadas de atuação, realizou 130 entrevistas longas, não apenas com personagens da música mas, também, da cultura brasileira, como o cineasta Glauber Rocha e o escritor Caio Fernando Abreu. Cada volume terá também entrevistas-bônus de outras épocas, um artifício usado pelo autor para não ficar preso à década de cada volume. "Se quiser ouvir boas respostas, leia as perguntas de Juarez Fonseca. A história da música popular brasileira passa há anos pelos seus ouvidos, nas entrevistas que ele faz com os bambambãs. Este livro equivale a um bate-papo com os artistas no camarim, antes ou depois dos shows. Com você escutando do corredor", disse o jornalista e escritor Ruy Castro sobre a novidade. 




publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895