Heinz Limaverde apresenta “Quarentona em Quarentena”

Heinz Limaverde apresenta “Quarentona em Quarentena”

Live que mistura linguagens tem transmissão na noite deste sábado

Vera Pinto

Direto de seu apartamento, ator apresenta espetáculo virtual, embalado por playlist dançante

publicidade

Teatro, humor ácido, comédia escrachada, show de dublagens, números de astrologia e muita música pra dançar sem parar são as tônicas de “Quarentona em Quarentena, a live mais sensual da Terra Plana”, com Heinz Limaverde. Direto do apartamento do ator, em Porto Alegre, a iniciativa da Cia, Rústica será transmitida a partir das 20h deste sábado, pelo site do Bertoldo Cultural (www.bertoldocultural.com.br) e Youtube ((https://www.youtube.com/channel/UCqiiquxvIQrIa4d666bqAGA). 

Aos 46 anos, o multifacetado artista resolveu afastar a solidão do isolamento social criando um espetáculo virtual que será embalado com a playlist da irreverente “Bagasexta”, festa que teve várias edições e criou uma legião de fãs nos anos 2000, na capital gaúcha. Com 1h de duração, o roteiro prevê ainda receitas culinárias, simpatias, dicas de beleza, saúde e o momento “A Hora do Brasil”. Diego Nardi se junta à equipe como o astrólogo e o projeto conta ainda com o apoio artístico e técnico da diretora Patrícia Fagundes, do promoter Miltinho Talaveira, da fotógrafa Adriana Marchiori e do produtor e ator Jeffie Lopes, representando a plataforma Bertoldo Cultural.

Reconhecido por criar uma linguagem própria em teatro e performance, Heinz integrou o elenco da Bagasexta e também transita entre espetáculos teatrais e shows de drag. Ele fez uma versão experimental da live há um mês e garante que agora será a estreia, que irá estimular doações ao Grupo Igualdade - Associação de Travestis e Transexuais do Rio Grande do Sul. “Como todo artista, inseguro, carente, egocêntrico e colaborativo, utilizei a primeira live para acreditar que poderia transformar a experiência em um projeto artístico para divulgar minhas criações e também ajudar o grupo, que tem extrema importância para a cena cultural e a diversidade da cidade”, explica o artista.

   


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895