Músicos brasileiros são temas de filmes que entram em cartaz
capa

Músicos brasileiros são temas de filmes que entram em cartaz

Um dos longas, “Adoniran – Meu nome é João Rubinato” acompanha a vida do maior nome do samba paulista

Por
Correio do Povo

Documentário traça um paralelo entre a São Paulo de hoje e aquela vivida por Adoniran


publicidade

O filme “Adoniran – Meu nome é João Rubinato”, de Pedro Serrano, é um dos lançamentos nos cinema nessa quinta-feira. Haverá uma sessão especial seguida de debate com o diretor, na próxima terça-feira, dia 28, às 19h30min, na Cinemateca Capitólio (Rua Demétrio Ribeiro, 1085), Centro de Porto Alegre. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do cinema. 

O longa acompanha a vida e a obra de Adoniran Barbosa (1910-1982), o maior nome do samba paulista, autor de sucessos populares no carnaval. Por meio do acervo pessoal do artista, imagens de arquivo raras e depoimentos de amigos e familiares, o público poderá descobrir um personagem multifacetado, que retratou a sua São Paulo em canções e personagens de rádio.

Tendo a cidade como coadjuvante, o documentário traça um paralelo entre a metrópole de hoje e aquela vivida por Adoniran. As músicas de Adoniran estão no imaginário e na memória dos brasileiros, são crônicas da realidade do povo e muitas delas retratam a transformação da São Paulo provinciana numa megalópole ao longo do século XX. Entre suas canções, se pode destacar títulos como “Saudosa Maloca”, “Tiro ao Álvaro” e “Trem Das Onze”. 

Outra estreia é “Uma Garota Chamada Marina”, documentário sobre a cantora Marina Lima. Com direção de Candé Salles (Brasil), faz uma resgate da trajetória da artista.

Sem ser sobre um músico, mas sobre um personagem cômico, também estreia o longa, falado em língua portuguesa, “O Filme do Bruno Aleixo”. Famoso no YouTube, uma mistura de cachorro e urso de pelúcia, o português Bruno Aleixo ganha seu próprio filme. Na trama, Bruno se reúne com seus principais amigos − entre os quais um busto de Napoleão − com o objetivo de criar sua autobiografia.

Reunidos em um café, surgem ideias nonsenses e engraçadas dos mais diversos gêneros: comédia, terror, ação e até uma novela brasileira. Com direção de João Moreira e Pedro Santo, o filme conta com atores da cena portuguesa, como Adriano Luz, Rogério Samora e João Lagarto.