Morre Brian Dennehy, o vilão de "Rambo"
capa

Morre Brian Dennehy, o vilão de "Rambo"

Aos 81 anos, o ator faleceu decorrente de causas naturais

Por
AFP

Ator Brian Dennehy morre aos 81 anos


publicidade

O premiado ator Brian Dennehy, conhecido por seus papéis em "Rambo" e "Romeu e Julieta", morreu aos 81 anos. Sua carreira de quatro décadas incluiu trabalhos na televisão, como em programas como "Dynasty" e "Dallas", além de atuações na Broadway como "Death of a Salesman" e em dublagens como a animação  "Ratatouille", da Pixar. 

Dennehy morreu de causas naturais não relacionadas ao coronavírus em sua casa em Connecticut na noite de quarta-feira, ao lado de sua esposa Jennifer e do filho Cormac, disse seu agente em comunicado. 

"Maior que a vida, generoso até o âmago, um pai e avô orgulhoso e dedicado que fará muita falta à esposa Jennifer, sua família e muitos amigos", tuitou sua filha Elizabeth, também atriz.

Depois de atuar em "Dynasty" em 1981, Dennehy ganhou fama no ano seguinte com seu papel de xerife vilão no primeiro filme da franquia "Rambo", com Sylvester Stallone. Ele também apareceu como um líder alienígena em "Cocoon" (1985) e interpretou o pai de Romeo (Leonardo DiCaprio) na versão de 1996 do clássico de Shakespeare "Romeu e Julieta". 

Dennehy também atuou ao lado de Robert De Niro e Al Pacino no policial "As Duas Faces da Lei", de 2008. Conhecido por seu porte físico imponente, Dennehy ganhou dois prêmios Tony por suas atuações no teatro "Death of a Salesman", de Arthur Miller, e "Long Journey Into the Night", de Eugene O'Neill. 

A adaptação televisiva de "A Morte de um Vendedor", em 2000, lhe rendeu um Globo de Ouro, além de seis indicações ao Emmy. Nascido em Bridgeport, Connecticut, em 1938, Dennehy se alistou na Marinha dos Estados Unidos no final da década de 1950, servindo por um tempo na ilha de Okinawa. 


Mais tarde, Dennehy trabalhou como corretor de ações em Nova Iorque com Martha Stewart, de quem permaneceu amigo antes de começar a atuar e se mudar para Los Angeles.