Mostra "Sintomas do Humor" abre hoje na Casa da Memória

Mostra "Sintomas do Humor" abre hoje na Casa da Memória

Espaço cultural da Unimed Federação/RS recebe a exposição do desenhista e médico Ronaldo Cunha Dias

Correio do Povo

Uma das obras de Ronaldo Cunha Dias que estará na mostra que abre nesta quinta na Casa da Memória Unimed Federação/RS

publicidade

A Casa da Memória Unimed Federação/RS (Santa Terezinha, 263) abre, nesta quinta-feira, às 19h, a exposição “Sintomas do Humor”, com um panorama da obra do cartunista e médico Ronaldo Cunha Dias (Cachoeira do Sul), radicado em Vacaria (RS).

Serão exibidos dezenas de cartuns, documentos e materiais que ilustram a carreira e a produção mais recente do desenhista. Os seus trabalhos são realizados inicialmente em papel, com canetas tipo nanquim, depois escaneados e finalizados digitalmente, em software de pintura digital.

O artista tem longa carreira no desenho de humor, com premiações iniciadas nos anos 1980, e tem participado de mostras coletivas no Brasil e no exterior, além de várias individuais.

O curador José Francisco Alves detalha sobre o trabalho de Dias: “o excelente estado de humor que Ronaldo Cunha Dias nos propicia, com o seu consagrado trabalho como cartunista. Em 1972, seus cartuns já eram veiculados jornais diários de Porto Alegre, ao lado de trabalhos de Joaquim da Fonseca e Luis Fernando Verissimo. Com os anos 80, vieram os prêmios com o desenho de humor, e o duplo ofício de cartunista e médico consolidou-se, com reputação em ambas as atividades”. 

Segundo Alves, na Casa da Memória, será apresentado recorte de produções recentes do artista, sem esquecer de exibir trabalhos e documentos de sua trajetória, dos anos 70 ao presente. Além de produzir a obra gráfica de humor a partir de Vacaria, Ronaldo detém o título de Cidadão Vacariense.

A mostra segue até 28 de julho. 


Mais Lidas

Guia de Programação: a grade dos canais da TV aberta desta quarta-feira, dia 1 de maio de 2024

As informações são repassadas pelas emissoras de televisão e podem sofrer alteração sem aviso prévio

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895