Mostra "Vidas Negras Importam” na TV

Mostra "Vidas Negras Importam” na TV

Seleção de filmes será exibida nesta quinta-feira no Canal Brasil

Correio do Povo

Cena do filme 'O Caso do homem errado', da cineasta Camila de Moraes.

publicidade

O Canal Brasil exibe, nesta quinta-feira, 4 de junho, uma programação especial que reforça a importância do debate de igualdade racial e da luta antirracista. Para isso, o canal preparou a Mostra "Vidas Negras Importam”, que começa às 14h. Quatro filmes serão destaques: “A última abolição”, “O caso do homem errado”, “Nóis por nóis” e “Eu não sou seu negro”.

Com direção de Alice Gomes, “A última abolição” abre a maratona e analisa o protagonismo dos escravos na luta pela própria liberdade. O documentário faz uma retrospectiva profunda e detalhada de um dos momentos mais emblemáticos da história do Brasil, uma consequência não apenas da assinatura da Lei Áurea pela Princesa Isabel em 13 de maio de 1888.
O documentário “O caso do homem errado”, de Camila de Moraes (2017), será exibido às 15h20min. Filmado em Porto Alegre, é baseado em fato real: a morte do operário negro gaúcho Júlio César ao ser confundido com um assaltante em 1987. À época, o caso ganhou repercussão na imprensa. O filme apresenta o contexto: um assalto acontece em um supermercado da cidade. Muita gente ficou no entorno do local. Um confronto com a polícia se iniciou. Enquanto isso, do lado de fora, Júlio César aguardava o desfecho do episódio quando foi acometido por um ataque epilético que o levou ao chão. Em meio à confusão, uma voz sentenciou o homem caído após o fim do roubo.

Na sequência, às 16h40min, o especial continua com “Nóis por nóis”. O filme de Aly Muritiba e Jandir Santin tem como destaques Ma Ry, Maicon Douglas, Otávio Linhares e Matheus Moura no elenco. Durante um baile de rap, quatro amigos se ocupam com atividades e objetivos diferentes. No entanto, as reviravoltas da noite unem seus destinos de maneira permanente.

Indicado ao Oscar de Melhor Documentário e vencedor de prêmios pelo mundo, o documentário “Eu não sou seu negro” fecha a maratona, às 18h15min. Com direção de Raoul Peck e narrada por Samuel L. Jackson, a produção é inspirada na obra de James Baldwin, “Remember This House” – “Lembre-se desta Casa”, em tradução livre –, livro sobre a história do ativismo racial nos Estados Unidos a partir de suas principais três figuras: Martin Luther King Jr., Malcolm X e Medgar Evers. O filme compara as propostas dos líderes ativistas com questões raciais contemporâneas.

A Mostra "Vidas Negras Importam” vai além da TV e se estende ao Canal Brasil Play – que também disponibilizará os conteúdos para não assinantes – e no VoD das operadoras. No Play, os destaques são: “Eu não sou seu negro” e os curtas “Chico” e “Universo preto paralelo”. No VoD - nos serviços das operadoras NOW e Vivo Play -, além de “A última abolição” e “Nóis por nóis”, que fazem parte do especial na TV, a lista conta com mais seis representantes: “Relatos do Front”, “Ônibus 174”, “Sabotage: maestro do Canão”, “Uma onda no ar”, “Madame Satã” e “Faroeste Caboclo”.


publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895