capa

Radiohead é pirateado e libera 18 horas de material inédito

Hacker exigia 150 mil dólares para não publicar o conteúdo

Por
AFP

Material é de sessões de estúdio da gravação do álbum "OK Computer"

publicidade

O grupo de rock britânico Radiohead decidiu liberar para o público 18 horas de material sonoro inédito durante 18 dias em contrapartida à ameaça de um hacker de divulgar esses arquivos. O dinheiro arrecadado no final da divulgação será transferido para o Extinction Rebellion, movimento contra as mudanças climáticas que surgiu no Reino Unido em 2018 presente em cerca de 50 países.

As cerca de 18 horas de material, na maioria de sessões de estúdio durante a gravação do álbum "OK Computer", lançado em 1997, foram pirateadas na semana passada dos arquivos do vocalista e compositor do grupo, Thom Yorke. O hacker exigia uma recompensa de 150 mil dólares para não divulgar o material, publicou o guitarrista Jonny Greenwood em sua conta no Twitter. 

"Nos piratearam na semana pasada. Alguém roubou arquivos do HD de Thom da época de 'OK Computer' e exigiu 150 mil dólares americanos", disse. "Então ao invés de nos queixarmos ou ignorarmos a ameça, divulgaremos as 18 horas na Bandcamp, (loja de música online) em apoio ao Extinction Rebellion", escreveu, acrescentando que a banda "jamais" pensou em compartilhar essas gravações.

"Não é verdadeiramente interessante", comentou Thom Yorke sobre o material no site da Bandcamp.

Os internautas poderão fazer o download durante 18 dias das 18 horas de material por 18 libras (22 dólares). Nessa terça-feira, o material também podia ser ouvido de maneira gratuita em streaming, constatou a AFP.