Sexta edição do Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre inicia nesta terça-feira
capa

Sexta edição do Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre inicia nesta terça-feira

Debates, concursos e exibição de filmes são algumas das atrações presentes na agenda do evento

Por
Correio do Povo

Sessão comemorativa de "O Bandido da Luz Vermelha" encerra o festival na sexta-feira

publicidade

Começa nesta terça e segue até sexta-feira o sexto Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre (Frapa). Nos quatro dias de evento, a Cinemateca Capitólio Petrobras (rua Demétrio Ribeiro, 1085), na Capital, irá receber mesas de debate, concursos, workshops, mostra competitiva de curtas, entre outras atividades. A agenda completa pode ser conferida pelo site.

Com o objetivo de ser um espaço de reflexão e estímulo à escrita audiovisual na América Latina, o festival irá reunir profissionais do cinema, TV e interessados. Além disso, o Frapa também irá contar com a presença de 70 convidados especiais, entre eles Braúlio Mantovani, Carolina Kotscho, Giba Asis Brasil, Hélio La Peña e Jorge Furtado.

Entre os destaques da abertura festival está a pré-estreia do filme "Alguma Coisa Assim", na terça-feira, às 20h. A sessão especial irá contar com a presença dos diretores Esmir Filho e Mariana Bastos para um debate. Baseado em um curta homônio premiado no Festival de Cannes de 2006, o enredo apresenta um período de 10 anos da vida de Mari e Caio, dois jovens que vivem uma relação que vai além de qualquer definição. Os ingressos estão à venda pelo valor de R$ 16 (inteira).

Já a mostra competitiva de curtas irá ocorrer na quarta e na quinta-feira, às 20h, com a exibição gratuita de 14 produções. Na sexta-feira, às 20h, a sessão comemorativa aos 50 anos de "O Bandido da Luz Vermelha" encerra o festival. Debochado e cínico, o filme brasileiro é considerado um dos grandes marcos do cinema marginal. Na trama, um assaltante misterioso usa técnicas extravagantes para roubar casas luxuosas em São Paulo. Apelidado pela imprensa de "O Bandido da Luz Vermelha", o criminoso traz sempre uma lanterna vermelha na execução de seus crimes e conversa longamente com suas vítimas.