Stephen King é criticado por comentários sobre diversidade em premiações

Stephen King é criticado por comentários sobre diversidade em premiações

Frase ocorreu após o anúncio dos indicados ao Oscar 2020

Por
AE

King disse que se preocupa "apenas com qualidade" e não com diversidade quando se trata de indicar obras a premiações


publicidade

Stephen King afirmou que se preocupa "apenas com qualidade" e não com diversidade quando se trata de indicar obras a premiações. Devido a esse comentário feito no Twitter na terça-feira, o autor começou a ser criticado por quem se considerava admirador dele. "Eu nunca consideraria diversidade em matéria de arte. Apenas qualidade. Parece-me que fazer o contrário seria errado", disse o escritor.

Os comentários foram feitos um dia após o anúncio dos indicados ao Oscar 2020. As escolhas da Academia também foram criticadas por deixarem de fora diretoras e pela maioria dos finalistas ser branca. Fãs lamentam também a ausência da atriz Lupita Nyong'o.

King escreveu que foi permitido a ele indicar obras para melhor filme, melhor roteiro adaptado e melhor roteiro original. "Para mim, a questão da diversidade não surgiu", disse. 

Stephen King justificou, em seguida, que "a coisa mais importante que nós podemos fazer como artistas e pessoas criativas é garantir que todo mundo tenha algo justo, independente de sexo, cor ou orientação (sexual). Atualmente, pessoas estão sub-representadas, e não só nas artes".

O escritor não revelou quais foram suas indicações e uma porta-voz da Scribner, editora de King, disse na quarta-feira, que, por enquanto, não haveria mais comentários da parte dele.

Os admiradores do escritor ficaram desanimados com os comentários, e a autora Roxane Gay tuitou que "como fã, é doloroso ler isso de você". "Isso implica que diversidade e qualidade não podem ser sinônimos. Elas não são coisas separadas. A qualidade está em toda parte, mas a maioria dos setores acredita apenas na qualidade de um grupo demográfico. E agora, aqui está você", escreveu ela.

A diretora negra Ava DuVernay também comentou os tuítes de King. "Quando você acorda, medita, se alonga, pega seu telefone para verificar o mundo e vê um tuíte de alguém que você admira que é tão atrasado e ignorante que você quer voltar para a cama".


Em uma reunião de críticos de TV na quarta-feira, a atriz Cynthia Erivo, única negra indicada no Oscar deste ano, foi questionada sobre os comentários de King enquanto promovia a série "The Outsider", adaptação do autor. "Gosto de pensar que sou parte do mundo da diversidade", afirmou ela. "Sinto que este ano tivemos uma enxurrada de peças bonitas de pessoas de natureza diversa - mulheres negras, mulheres em geral".