Verão com natureza e arte em Maquiné

Verão com natureza e arte em Maquiné

O espaço AMÓ – Lugar de Bem Viver oferece workshops, vivências artísticas e hospedagem ecológica

Feira de biodiversidade é uma das atividades integrantes do projeto

publicidade

Situado entre as margens do Rio Maquiné e a Reserva Biológica da Serra Geral, no litoral norte, o AMÓ (Linha Cachoeira, 2100) é um espaço que une arte e sustentabilidade, que investe na pesquisa e criação artística, produção de eventos culturais e na promoção da agroecologia, assim como a economia solidária. São 28 hectares com beira de rio, trilhas, mata nativa e a primeira casa de palha construída na região, que convida os visitantes a experimentarem uma vida simples e em conexão com a natureza. Neste verão, o espaço abre a temporada cultural com workshops, vivências e uma nova opção de hospedagem, em um cenário exuberante. Informações e inscrições, pelo site www.amobemviver.com/2022. 

Foram convidados artistas gaúchos para compartilhar seu trabalhos com o público, ao longo dos finais de semana de janeiro a março de 2022. O objetivo é enriquecer a programação cultural de Maquiné e fortalecer o turismo sustentável no município. O AMÓ também é uma dos organizadores da Feira da Biodiversidade de Maquiné, que terá sua próxima edição em fevereiro, com a artesanato regional, alimentos agroecológicos e apresentações. E para os que simplesmente desejam dias mais verdes, está abrindo uma nova opção de hospedagem ecológica, em um casa de bio-construção com linda vista sobre o vale do Rio Maquiné. 
A programação tem início no próximo dia 15 de janeiro, das 9h às 17h, com a oficina “Clown, o prazer de ser ridículo”, com Ekin. No dia 22, das 14h às 18h, terá vez “Expressão Vocal: superando os bloqueios”, oficina de canto com Cecé Pereira. Em fevereiro, de 4 a 6, as crianças poderão conferir vivência de acampamento e cultura popular brasileira. A edição de verão da Feira da Biodiversidade será realizada no domingo, 13, das 10h às 18h, no Centro de Maquiné. De 19 a 21 de fevereiro acontece “Vestígios do Tempo”, imersão em Butoh conduzida por Ana Medeiros e Hiroshi Nishiyama. O encerramento será de 4 a 6 de março, com “Processos Criativos: da autopoiesis ao corpo poético”, vivência de dança com Rosi Jacomelli.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895