Contra o poder machista
capa

Contra o poder machista

"O Escândalo" recria incidente de assédio sexual na Fox News

Por
Chico Izidro

Trio de mulheres combate o assédio do chefão da Fox News

publicidade

Atualmente estou assistindo a série "The Morning Show", com Jennifer Aniston, Reese Whiterspoon e Steve Carell. A história transcorre em uma emissora de tevê, fictícia, onde o apresentador é afastado por causa de seu assédio sobre as funcionárias. Pois em "O Escândalo" (Bombshell), direção de Jay Roach, a história é praticamente a mesma, porém baseada em fatos reais, em incidente na poderosa Fox News, dos Estados Unidos, envolvendo seu presidente e funcionárias da emissora de Rupert Murdoch.

O filme se passa durante a campanha política à presidência norte-americana que elegeu Donald Trump em 2016. E a trama acompanha três mulheres jornalistas: Megyn Kelly (Charlize Theron), Gretchen Carlson (Nicole Kidman) e Layla Pospil (Margot Robbie), esta a única personagem criada especialmente para o longa. Todas foram assediadas sexualmente pelo chefão, o CEO, Roger Ailes (John Lithgow, magnífico).

As duas primeiras tinham carreira de sucesso na emissora e Megyn é uma das profissionais mais respeitadas da área, enquanto que Gretchen, já passando dos 50 anos, vê seu prestígio ir afundando dia a dia, até ser demitida. Já Layla é a foca, que deseja crescer na profissão, e sofre mais com os abusos de poder.

O filme mostra um ambiente onde os homens se achavam acima de tudo, abusando de seus cargos. Entram em cena até o famoso teste do sofá. E o CEO, gordo e de aparência repulsiva, não titubeava ao pedir para suas contratadas darem uma voltinha ou usarem saias mais curtas, colocando as pernas à mostra. Até que elas colocaram a boca no trombone, e foram atrás de reparos morais para suas vidas.

Além da história forte do movimento Me Too, se destacam ainda as fortes maquiagens dos atores. Charlize, no início, está irreconhecível, e Nicole parece deformada, com um queixo quadrado realmente assustador. Mas é John Lithgow que aparece embaixo de quilos e quilos de espuma para aparentar a obesidade do antigo CEO da Fox News, que acabou falecendo pouco depois de ser levado a julgamento. "O Escândalo" é mais atual do que nunca.

Leia demais posts do blog