Fome de bola
capa

Fome de bola

"Desafio de Um Campeão" mostra as agruras de um jogador de futebol

Por
Chico Izidro

Craque da Roma passa a receber aulas de Valerio para tentar entender o mundo

publicidade

Ao assistir "Desafio de Um Campeão" (Il Campione), filme italiano dirigido por Leonardo D'Agostini, temos a impressão de ver a vida do craque Neymar na telona. Um jogador famoso e excelente no campo, mas um caos fora dele, com pai explorador, namorada interesseira, amigos inconsequentes e irresponsáveis, quase uns sangue-sugas, e dirigentes mais preocupados em faturar em cima do atleta.

Christian Ferro (Andrea Carpenzano) é o garoto-prodígio da Roma, mas fora de campo leva uma vida polêmica. Tanto que a diretoria do clube romano analisa uma intervenção educacional para tentar enquadrar o craque - que logo na primeira cena aparece em um shopping fazendo compras e provocado pelos amigos, decide roubar as peças de roupas, para mostrar que ainda é o mesmo moleque esperto e não se transformou num almofadinha.

Assim, é contratado o professor Valerio Fioretti (ótima atuação de Stefano Accorsi), que vive em crise profissonal e afetiva, para tentar ensinar ao craque noções de cultura, história, política -o jovem Christian é inteligente dentro de campo, mas fora está próximo de ser uma toupeira.

O longa mostra personagens estereotipados, e trazendo momentos que já vimos e ouvimos, mas faz pensar, exigindo reflexão e análise de dois mundos distintos, mas que acabam se completando - aliás, a dupla de protagonistas se apresenta muito bem. A obra não surpreende, mas diverte e ensina.

Leia demais posts do blog