capa

Mulheres In Black

No novo filme da franquia, M.I.B Homens de Preto - Internacional, as mulheres brilham mais

Por
Marcos Santuario

A agência que controla os alienígenas na Terra recebe nova agente, e se encontra envolvida em meio a ação de um traidor

publicidade

Na ficção com toques cômicos, "M.I.B. Homens de Preto - Internacinal", dirigida por F. Gary Gray, a força está com elas. Tessa Thompson é a estrela, ao lado Chris Hemsworth, Liam Neeson e da britânica Ema Thompson. Por décadas a agência Homens de Preto protegeu a Terra da escória do universo, mas agora precisa lidar com a maior das ameaças: um traidor, justo quando a agência torna-se internacional.

É neste contexto que Em (Tessa Thompson) tenta se tornar agente, já que teve uma experiência extraterrestre quando jovem e não teve sua memória apagada. A jovem surge adulta na tela tentando fazer parte da agência secreta que fica de olho nos alienígenas. Vai mostrando seus talentos e lutando para conquistar seu espaço. Quem irá auxiliá-lo nesta jornada é o atrapalhado agente H (vivido pelo eterno Thor, Chris Hemsworth). A trama que começa em Paris passa pelo Rio de Janeiro, Londres e Marraquexe, entre outras cidades. O comediante Sérgio Mallandro aparece em imagem de telão de uma cena na versão local, como parte de uma iniciativa internacional em que alguns países foram selecionados para incluir participações de celebridades locais em sua versão do filme.

Repleta de efeitos especiais, a produção  aposta na captura do espectador pela agilidade da narrativa e pelas aparições dos alienígenas. A trama é básica e fácil de ser seguida, fazendo do filme um belo exemplo das produções de fácil digestão, sem muita reflexão. Diversão garantida para os amantes do gênero.