Mais Bela Crespa RS divulga vencedora da primeira edição do concurso online

Mais Bela Crespa RS divulga vencedora da primeira edição do concurso online

Evento foi criado para incentivar a discussão sobre a beleza plural e multifacetada das mulheres de cabelos crespos

Lou Cardoso

Adna Cruz Felicio, de 31 anos, foi a vencedora da primeira edição do concurso Mais Bela Crespa RS

publicidade

A consultora de Imagem Adna Cruz Felicio, de 31 anos, de Alvorada, foi a vencedora da primeira edição do concurso online Mais Bela Crespa RS. A alvoradense levou para casa, além da faixa, a coroação carregada da incumbência de representar a causa da resistência e da diversidade em concursos de beleza. 

Realizado de modo totalmente virtual, o concurso reuniu vinte e seis candidatas de todo o Rio Grande do Sul que mostraram as suas originalidades e contaram um pouco sobre a sua relação com o cabelo crespo, incentivando a discussão sobre a beleza plural e multifacetada das mulheres de fios crespos.

A democratização na escolha da vencedora também foi uma das características do evento que colocou nas mãos do público, através de votação online, a opção de participação valendo como jurado técnico.

Criado por Cíntia Santos, administradora e fundadora da Fly Cursos, e Cláudia Rosa, estilista e fundadora da marca Cau Brasil, o Mais Bela Crespa RS tomou forma após a marca Krespinha, do portfólio da Bombril, ser acusada de racismo nas redes sociais por associar o cabelo crespo ao produto.

Em resposta, as idealizadoras decidiram agir diante do episódio para mudar essa imagem negativa sobre os fios crespos. "Foi ofensivo para mulheres e homens de cabelo crespo, por muitos motivos. Foi uma sensação de impotência, de querer fazer alguma coisa, mostrar que este tipo de coisa não pode mais existir. A gente precisa explicar que isso afeta a autoestima de muitas pessoas", afirmou Cíntia. 

De acordo com Cláudia, o cabelo crespo é uma das principais características da estética negra e é duramente atacado ainda nos dias de hoje. "Não queríamos publicar apenas uma nota de repúdio, a gente queria montar uma ação prática para exaltar a beleza que existe nesse cabelo", disse. 

Continuidade

As coordenadoras do evento prometem dar continuidade ao concurso que movimentou as redes sociais em um ritmo frenético, reafirmando a importância da diversidade dos padrões estéticos no universo da moda e beleza.

Além disso, elas pretendem dar sequência aos propósitos do concurso através de inclusões de algumas das candidatas em projetos de moda da estilista Cau Brasil, criadora da primeira capacitação de modelos negros do Brasil, e, também, através de um aulão online e gratuito sobre cuidados com cabelos crespos e cacheados, oferecido no Instagram Fly Cursos, no dia 15 de setembro às 20h30min, ministrado por Kacau Diaz, referência na temática no Brasil. 


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895