Livros
capa

Livros

Feira do Livro de Porto Alegre.

publicidade

Não sei o que seria de mim sem a literatura. Possivelmente os dias seriam mais opacos, e eu não conseguiria depreender deles um sentido profundo, transcendente. Eu me apeguei ao universo literário a partir da adolescência. Demorava-me no silêncio do pequeno quarto, desbravando histórias sob a luz de um abajur. Os livros reverteram minha apatia juvenil em posicionamento crítico. Atiçaram a curiosidade, libertaram os verbos, o fazer, a ação. Soltaram a fala, a escrita, a lágrima, o sorriso, a sensibilidade. As palavras me induziram a imaginar cenas, paisagens, personagens: assim nasceu o ímpeto da fotografia. Hoje, mais do que nunca, enxergo o paralelo de transformação construído através do textos. Ler passou a ser combustível de viver quando multiplicavam-se pontos de interrogação e reticências em relação ao futuro. A leitura me impulsionou e penso que ela pode ajudar muitas outras pessoas também. Fico feliz ao encontrar alguém concentrado no mundo contido nas páginas de um livro. Descobrindo novos caminhos, descobrindo-se autor de sua vasta e mágica narrativa.

Texto e fotos: Alina Souza