Achômetros e fatos

Achômetros e fatos

Em debate ainda são os reforços veteranos do Grêmio, Thiago Neves e Diego Souza.


publicidade

Futebol não é uma ciência exata nem segue receita de bolo.
Permite achômetros, chutes, teses e análises de todos os tipos. Vai tempo escrevi uma coluna que levou o título “das teses”.
Começava assim.
“Toda tese, da mais obtusa à mais insana, viverá seu momento, mesmo que fugacíssimo, de confirmação e consagração. 
Estamos diante de uma verdade irretocável.
O insensato que duvidasse da genialidade de Pelé, colocando-o no rol dos jogadores medianos, diria, pelo menos uma vez:
“Viu, eu não disse!” Sim, até o rei teve dias de nada.”
O Gauchão está em andamento mas o assunto em debate ainda são os reforços veteranos do Grêmio, Thiago Neves e Diego Souza.
Não está em questão aqui se o Grêmio acertou ou não. Isto só o tempo dirá. Posso achar isto ou aqui. Seria a ciência do achismo.
Há um abismo entre achar e os fatos. Vamos aos fatos. Renato se vangloria de ser um recuperador de jogadores.
Fatos: não recuperou o excelente Luan. Fato: Tardelli foi um decepção. Fato: Marinho foi outro desastre. Fato: André deu em nada.
Estes são os fatos. Isto não há como contestar