Gauchão na mira da pandemia
patrocinado por

Gauchão na mira da pandemia

Não há certeza de que o estadual irá até o final

publicidade

Não existe a convicção de que o Gauchão irá até o final.
O certame está na segunda rodada da fase de classificação. Há datas marcadas até a quinta rodada (21/03).
Da sexta até a 11ª as datas estão em aberto.
Integrante do governo estadual lembra que o Gauchão sofreu paralisaçãoem março de 2020 quando o RS computou quatro mortes por Covid-19.
Em dezembro foram 2.059 mortos.
O regional foi retomado em julho de 2020 quando as mortes atingiram 1.262 pessoas no Estado.
Recentemente a secretária de Saúde Arita Bergmann disse que o Rio Grande do Sul corre o risco de ficar sem leitos de UTI para pacientes com covid-19. A ocupação de leitos é superior a 90%. Arita: 
"Já estou enxergando o pico do Everest. Estamos aqui apavorados."
Da coluna de Mauren Xavier do dia 3 deste mês:
"Porém, os dados não deixam de ser alarmantes. Por exemplo, na quarta-feira, às 18h, a taxa de ocupação de leitos de UTI no Estado era de 100,09%. Há uma semana, quando Leite suspendeu a cogestão com prefeitos no Modelo de Distanciamento Controlado, o índice era de 91,9%.
No detalhamento, a ocupação nas regiões Metropolitana, dos Vales e a da Serra ultrapassava a 100%."
Com este quadro, cresce a possibilidade de o regional parar, atendendo ao bom senso.
O Paranaense, por exemplo, foi suspenso, assim como o catarinense.

 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895