Grêmio, eliminação e finanças
capa

Grêmio, eliminação e finanças

​Neste ritmo, chegará em dezembro com déficit se não for finalista da Libertadores

publicidade

Em junho o Grêmio apresentava um superávit de R$ 30 milhões. 
Está no balancete. 
Em agosto já era de R$ 21 milhões.
Neste ritmo, chegará em dezembro com déficit se não for finalista da Libertadores. 
A folha salarial do futebol anda perto dos R$ 15 milhões (baixou em junho para R$ 14 milhões pois não houve premiações). 
A simples participação do Grêmio nas finais da Copa do Brasil geraria dinheiro suficiente para talvez encerrar o ano com superávit. 
O vice-campeão leva R$ 21 milhões. 
A Libertadores ainda pode salvar a lavoura. Isto ou uma boa colocação no Brasileiro, que nesta temporada pagará por posição.
O campeão leva R$ 33 milhões.