Grêmio, Inter e Globo: vem polêmica por aí
capa

Grêmio, Inter e Globo: vem polêmica por aí

Isto se a TV der privilégios para o Palmeiras

publicidade

Todas as plataformas da Globo para o Brasileiro renderão aos clubes R$ 1,75 bilhão. 

São R$ 650 milhões do  pay-per-view (tem tevê aberta, fechada, sinal internacional, dispositivos móveis...).

Este ano a divisão do pay per view será feita mais uma vez pela pesquisa de torcida do Ibope. 

Mas agora, em vez de considerar o número de torcedores nas capitais, será baseada no quadro nacional.

Obviamente que Flamengo e Corinthians cresceram na parada. 

Cada um receberá uma bolada que passa dos R$ 120 milhões. 

O Palmeiras ficou com cerca de R$ 58 milhões. 

O Grêmio com R$ 26 milhões e o Inter com cerca de R$ 20 milhões. 

O Palmeiras quer uma cota fixa do pay per view segundo o noticiário. 

Negocia isto para renovar com a Globo. 

Se levar, os outros clubes vão brigar.

A divisão será feita mais uma vez pela pesquisa de torcida do Ibope. 

Cota fixa como se é por aferição?  

Perguntei a importante dirigente do Grêmio em que pé as coisas estão:

"Livre negociação.

A Globo diminui dos outros para atender seus interesses. A Globo descriteriou. 

Alto risco de perder credibilidade contratual."

Outra polêmica. 

A Globo estaria disposta a não multar o Palmeiras por contrato com o Esporte Interativo. 

Haveria uma multa redutora de 20% com alegação de que perdeu a exclusividade do produto. 

Como fica o Inter e os demais seis clubes que assinaram com o EI?