Melo, bom trabalho e um erro fatal
capa

Melo, bom trabalho e um erro fatal

Melo sai deixando um grande trabalho. E um erro tão espetacular que custou sua queda

Saída de Roberto Melo foi confirmada nesta quinta-feira

publicidade

Roberto Melo não é mais vice de futebol do Inter.
Rodrigo Caetano assume interinamente.
Quem depois? 
Vou praticar achômetro. 
O próximo ano é eleitoral. 
O vice eleito, Alexandre Chaves Barcellos, ainda não passou pelo futebol.
Embora Barcellos tenha que vencer o artigo 36 do estatuto que não permite que concorra para presidente.
Melo sai deixando um grande trabalho.
E um erro tão espetacular que custou sua queda.
Assumiu como vice em 2017. 
O Inter recém havia saído da Segundona. 
Pegou um clube quebrado financeiramente e que começava a figurar mais nas páginas policiais do que esportivas. 
Sem grana, montou time para sair da Série B como vice. Ficou além da expectativa porque se esperava ver o Inter campeão da Segundona. 
Em 2018 levou o time ao terceiro lugar do Brasileiro.
Uma façanha mesmo levando em conta que a maioria dos grandes estava envolvida na Libertadores.
Com um dos menores investimentos entre todos os disputantes do Brasileiro deste ano, apenas R$ 4 milhões, levou o time até a final da Copa do Brasil. 
E até as quartas de final da Libertadores.
Aqui, nestes dois eventos, superou as expectativas.
Seu erro custou a cabeça. 
Na 24ª rodada do Brasileiro demitiu Odair Hellmann nun gesto intempestivo. 
Demitiu por não ter assimilado a derrota na final da Copa do Brasil para o Furacão.
O time era 6º na tabela.
Com o interino Ricardo Colbachini a equipe obteve aproveitamento de 33,3%.
Com o tampão Zé Ricardo de 37,5%.  
Foram três derrotas, duas vitórias e três empates.
O Cruzeiro está na zona de rebaixamento com 35,3%.  Odair não resistiu depois de uma derrota diante do CSA. Melo depois de uma derrota em casa para o Goiás. 
Quem esperava mais do seu trabalho desconhece as limitações financeiras do Inter. 
Quem entrar não fará melhor com tais limitações. 
Estamos falando de R$ 4 milhões. 
Em janeiro  o Flamengo j[á havia inviestido R$ 108,7 milhões.  
Hoje o valor passa dos R$ 180 milhes
Investimentos em janeiro.
Palmeiras – R$ 87,5 milhões
São Paulo – R$ 47,2 milhões
Santos – R$ 28 milhões. 
Cruzeiro – R$ 22 milhões
Atlético-MG – R$ 21 milhões
Corinthians – R$ 19,4 milhões.