O adeus de Heyder
patrocinado por

O adeus de Heyder

Carlos Corrêa

publicidade

Carlos Corrêa / Interino

O futebol perdeu nessa terça-feira Heyder Abas Palheta. Aos 61 anos, o ex-atacante, foi mais uma das milhares de vítimas da Covid-19 no país. Muito querido pelo técnico Ênio Andrade, fez parte do time do Inter que foi vice-campeão do Campeonato Brasileiro de 1987, a Copa União. Permaneceu até 1989, fazendo parte também do elenco que foi vice em 1988 (que terminou em 1989) para o Bahia e da campanha colorada na Libertadores de 1989 – na noite em que o Inter bateu o Peñarol por 6 a 2 no Beira-Rio, Heyder fez dois gols (Nílson fez mais dois e Norton os outros dois). Teve passagens também por Cruzeiro (indicado por Ênio Andrade), Bahia, Flamengo e Fortaleza, onde encerrou a carreira em 1991.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895