O pronunciamento que Fernando Carvalho deveria ter feito
capa

O pronunciamento que Fernando Carvalho deveria ter feito

Zezé Perrella: "A maioria dos bundões aí se afastaram"

publicidade

O gestor de futebol do Cruzeiro, Zezé Perrella, deu entrevista.
Soltou o verbo.  
O Cruzeiro está indo resoluto para seu primeiro rebaixamento. 
Como ficará a imagem de Perrella? 
Ele responde. 
Fernando Carvalho poderia ter dado a mesma reposta em 2016. 
Pegou o futebol do Inter quando o time rumava para a Segundona. 
Caiu com o Inter. Lembro que na época escrevi o seguinte:
"Fernando Carvalho fez a fama o poderia ter deitado na cama.
Intimado a ajudar o Inter na luta contra o rebaixamento, assumiu.
Manchará o seu currículo caso se confirme a Série B?
Meus amigos: mancharia se tivesse sido omisso, fugido da raia.
Momentos assim separam os homens dos covardes." 
Segue o depoimento de Zezé Perrella.
"Eu nunca me preocupei com esse negócio de como vou ficar na história. 
Dediquei 20 anos da minha vida ao Cruzeiro: três como dirigente da base e 17 na linha de frente. 
Construí isso aqui, construí um prédio de 10 andares sem dever nada para ninguém. 
Ganhamos 23 títulos, e eu espero ser lembrado por isso. Eu não estou preocupado de como vou ser lembrado, isso é só um papel na parede, as pessoas que me conhecem sabem que eu fui para o sacrifico. 
Não estou aqui para ganhar dinheiro, não tenho salário, só quero ajudar. 
A maioria dos bundões aí se afastaram. 
Na hora que precisa, os que se dizem muito cruzeirenses, com raríssimas exceções, procurei muito deles, para dar um aval, ajudar nisso, ajudar naquilo... gostam de dar palpite, mas não fizeram nada. 
Botei minha cara e um legado de 17 anos de história no Cruzeiro em xeque. 
Eu gostaria de ser lembrado por ser um cara que teve a coragem de dar as caras."