Leitos em UTI só até 75 anos?

Leitos em UTI só até 75 anos?

Lista de critérios provoca polêmica


publicidade

Minuta de critérios para ter acesso a leitos no Hospital de Clínica limita idade, em caso de saturação, a 75 anos. Medida inquieta médicos.

 
 

 

Critérios de Admissão em leitos de Terapia Intensiva - SMI/HCPA

 

            

Definição dos critérios de admissão na UTI:

 

 O conhecimento a respeito da pandemia evoluiu diariamente. Contudo, considerando o conhecimento atual, os critérios de admissão para internação de pacientes com infecção por COVID-19 em leitos de UTI do HCPA são os seguintes:

 

1.      Histórico clínico com os seguintes sintomas: febre, tosse (seca e produtiva), fadiga e dispnéia (6)

2.      Hipoxemia (relação pO2/FiO2 < 200), ou SatO2 ≤ 90% com O2 nasal a 5 l/min + frequência respiratória ≥ 22 respirações/min

3.      Radiograma de tórax com UMA ou MAIS das seguintes alterações: Opacidades em vidro despolido, infiltrados localizados, infiltrados difusos bilaterais, envolvimento intersticial

4.      Idade menor ou igual a 75 anos

5.      Ausência de estado moribundo (sem perspectiva de morte nas 24 horas subsequentes); entende-se por estado moribundo: choque circulatório refratário em uso de doses elevadas de vasopressores, hipoxemia refratária (relação pO2/FiO2 < 100) inviabilizando o transporte em caso de paciente externo e disfunção de múltiplos órgãos previamente ao encaminhamento. Pacientes em cuidado paliativo exclusivo prévio aos sintomas supra descritos não serão admitidos na UTI.

6.      Proteína C reativa maior que 100 mg/l

7.      Linfopenia menor que 1500/µl

8.      Doenças crônicas como fatores de má evolução: doença cardíaca prévia, doenças pulmonares crônicas, diabete melito, hipertensão arterial, câncer sólido ou hematológico

 

            Os itens de 1 a 5 são MANDATÓRIOS para a admissão do paciente. O Médico intensivista fará a triagem do caso, de acordo com estes critérios. A decisão final do aceite ou recusa do caso (interno ou externo) será do médico intensivista regulador, e sua decisão é apoiada pela Direção Médica do HCPA.

            Com relação aos pacientes externos de convênio privados, a orientação da Secretaria Municipal de Saúde é de que sejam direcionados aos leitos críticos da rede privada, disponibilizando todos os leitos de UTI da instituição para o SUS.

 Reservamos a prerrogativa de mudança destas definições a QUALQUER momento, de acordo com a evolução do quadro de assistência à saúde em nossa instituição.

*

A secretaria da Saúde de Porto Alegre, em nota, desculpou-se pelo uso do logo do HCPA e chamou o documento de "rascunho".