Dois gaúchos na final do SP de Literatura
capa

Dois gaúchos na final do SP de Literatura

Por

publicidade

Os 20 finalistas do SP de Literatura - Foto de Gisele Turteltaub Os 20 finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura em foto de Gisele Turteltaub


 

Por Luiz Gonzaga Lopes

 

O Diário Oficial do Estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira os 20 finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura 2016 em três categorias de romance: Melhor Livro do Ano, Livro do Ano de Autor Estreante até 40 anos e Autor Estreante com mais de 40 anos. Dois escritores gaúchos estão na disputa pelo prêmio: uma na categoria “Autor Estreante com até 40 Anos” e um na categoria “Autor Estreante com mais de 40 Anos”, ambos com prêmio de R$ 100 mil. Na categoria “Autor Estreante +40”, está Robertson Frizero, de Porto Alegre (ele nasceu no Rio de Janeiro, mas é radicado na capital gaúcha), com o romance Longe Das Aldeias (Editora Dublinense – Terceiro Selo). Na modalidade “Autor Estreante -40” está Julia Dantas, também de Porto Alegre com Ruína y Leveza (Não Editora). Nesta nona edição do Prêmio SP de Literatura,  os 20 finalistas foram  selecionados entre os 175 livros inscritos. A premiação, destinada a romances publicados em 2015, oferece, no total, R$ 400 mil aos vencedores. Estão na disputa autores residentes em 10 estados brasileiros e um de Moçambique: São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Santa Catarina, Maranhão, Pernambuco, Ceará, Brasília e Rio de Janeiro.  Os vencedores devem ser anunciados em novembro.

 

 

Os dois autores já tiveram postagens aqui no Livros A+ e seus livros estiveram entre os cinco melhores do ano na escolha deste blog, feita inicialmente para o site Sul 21 e publicada posteriormente no Livros A+: http://blogs.correiodopovo.com.br/blogs/livrosamais/2015/07/765/soy-loco-por-ti-america-leve-e-em-ruinashttp://blogs.correiodopovo.com.br/blogs/livrosamais/2015/04/743/o-pai-que-nos-protege/

http://blogs.correiodopovo.com.br/blogs/livrosamais/2016/01/901/feliz-ano-vecchio-assumcao-frizero-dantas-e-napoleoni.

longe das aldeias

 

Sobre "Longe das Aldeias", escrevi assim para dar conta da bela empreitada deste livro de Frizero:

"Há uma delicadeza, uma imersão nos recônditos da alma humana, em descrever a vida de Emanuel, as suas aflições, a tentativa de seguir o namoro com Madalena, mas a dor do passado, que se materializa no trauma da mãe, a busca pelo pai Josif e a derrubada dos castelos no ar em questões intermináveis à tia Mirna, nos levam a uma espiral prazer-dor, quase Reichiana, da busca por esta verdade, junto com Emanuel. Assim, mergulhamos nos horrores e atrocidades de uma guerra e na tentativa de redenção de um jovem pela simples, mas dolorida busca pela verdade".

ruina y leveza

 

Sobre "Ruína y Leveza", defini assim o encanto pelo livro de Julia Dantas:

"Da experiência de quase morte numa mina em Potosí, junto com Lucho, até os debates com Carmem sobre liberdade e fazer um aborto, passando por um diário de sonhos que entremeia os capítulos, Júlia nos presenteou com uma obra de leitura contínua e também por uma transformação do leitor, no caso este humilde analista e escrevinhador que vos fala".

 

Outros autores gaúchos ou que tenham tido envolvimento e se radicaram no Estado já venceram o Prêmio São Paulo: Altair Martins com "Parede no Escuro" (Estreante), em 2009; Daniel Galera, com "Barba Ensopada de Sangue" (Livro do Ano), em 2013, Verônica Stigger com "Opisanie Swiata" (Estreante + de 40), em 2014, e Débora Ferraz (Pernambucana, que estudou na PUCRS),  com "Enquanto Deus não Está Olhando" (Estreante com menos de 40), em 2015. Mais pelo www.premiosaopaulodeliteratura.org.br.

 

Confira abaixo a lista completa dos finalistas:

FINALISTAS

 

MELHOR LIVRO DE ROMANCE DO ANO 2015

Beatriz Bracher – Anatomia do Paraíso (Editora 34)

João Almino – Enigmas da Primavera (Editora Record)

Julián Fúks – A Resistência (Cia. das Letras - Schwarcz)

Marcelo Rubens Paiva – Ainda Estou Aqui (Editora Alfaguara - Schwarcz)

Mia Couto – Mulheres de Cinzas – As Areias do Imperador (Cia. das Letras - Schwarcz)

Nei Lopes – Rio Negro, 50 (Editora Record)

Noemi Jaffe – Írisz: As Orquídeas (Cia. das Letras - Schwarcz)

Paula Fábrio – Um Dia Toparei Comigo (Editora Foz)

Raimundo Carrero – O Senhor Agora Vai Mudar de Corpo (Editora Record)

Santana Filho – A Casa das Marionetes (Editora Reformatório)

 

MELHOR LIVRO DO ANO DE ROMANCE – AUTOR ESTREANTE

 

+ 40 ANOS

Eda Nagayama – Desgarrados (Editora Cosac Naify)

Marcelo Maluf – A Imensidão Íntima dos Carneiros (Editora Reformatório)

Robertson Frizero – Longe das Aldeias (Editora Dublinense – Terceiro Selo)

 

ATÉ 40 ANOS

Alex Sens – O Frágil Toque dos Mutilados (Editora Autêntica)

Isabela Noronha – Resta Um (Cia. das Letras - Schwarcz)

Julia Dantas – Ruína y Leveza (Não Editora)

Rafael Gallo – Rebentar (Editora Record)

Sheyla Smanioto – Desesterro (Editora Record)

Tércia Montenegro – Turismo Para Cegos (Cia. das Letras - Schwarcz)

Tomas Rosenfeld – Para Não Dizer Que Não Falei de Flora (Editora 7 Letras)