Paixão transatlântica
capa

Paixão transatlântica

Por

publicidade


Um romance que atravessa o Oceano Atlântico, que faz uma ponte entre Firenze e o Rio de Janeiro. Nesta quinta, dia 25, às 19h30min, na Livraria Cultura, em Porto Alegre (Tulio de Rose, 80/302), será lançado o livro . Concebido durante o ano em que o publicitário morou na Itália, o livro trata do amor e das lições que ele pode deixar.


O jovem Antonello Bianchi é um italiano indolente, machista e metido a conquistador. Sua única ocupação é atrair clientes para o restaurante em que trabalha em Firenze. Atração e sedução de clientes femininas também são o seu forte, quando a mulher for una bella donna. A vida de aventuras amorosas sofre uma guinada quando ele conhece a turista carioca, Aline, una misteriosa ragazza, que o leva a atravessar um oceano em plenos anos 1960 para dar razão ao coração. Em tom leve e envolvente, Krause apresenta um romance com sabor e graça e outras nuances.


No texto de contracapa, Regina Zilberman usa a analogia da globalização literária para definir o romance:  "Em tempos de globalização da literatura brasileira, Eduardo Krause apresenta uma novela autenticamente binacional. O protagonista, Antonello Bianchi, florentino da gema, precisa redescobrir o Brasil para encontrar suas raízes, sua identidade, a família, o amor definitivo. (...) Assim, o leitor acompanha uma narrativa plena de juventude e novidade, que, com seu ritmo acelerado e contínuo, nunca perde o fôlego e o interesse. Pasta senza vino não excita apenas o prazer pela gastronomia italiana, ao lado da brasileira – e até da gaúcha –, mas também o prazer de ler e apreciar boas histórias.”