Braskem traz interatividade e descontração ao falar sobre reciclagem
capa

Braskem traz interatividade e descontração ao falar sobre reciclagem

Por

publicidade

Estudantes recebem exemplares do livro "Os 12 Mandamentos Verdes"

Então, visando melhorar esse quadro, a empresa vem a Feira do Livro de Porto Alegre com essa nova proposta de interatividade e descontração, pois os adultos têm a oportunidade de se divertirem com um jogo de perguntas e respostas sobre sustentabilidade. Enquanto as crianças podem falar com os personagens do livro “Os 12 Mandamentos Verdes” e aprender mais sobre meio ambiente e sua preservação. Inclusive, escolas visitaram o estande e receberam exemplares do livro e assistiram a animação sobre o ciclo do plástico.


Já a atividade junto a esteira de triagem, testa os participantes quanto aos conhecimentos e a agilidade no momento da separação dos resíduos. Além, é claro, de oferecer uma noção básica da rotina dos profissionais que trabalham em unidades de reciclagem.


“A Feira do Livro de Porto Alegre é um momento oportuno para levar à sociedade reflexões que estimulam a mudança de hábitos, incentivando o fechamento de um ciclo consciente de consumo, que se traduz em menos descarte de resíduos, diminuição do uso de fontes não-renováveis e geração de renda para cooperativas que vivem dessa atividade”, diz o diretor de Relações Institucionais da Braskem no Rio Grande do Sul, João Ruy Freire. No estande também estão expostos produtos que são produzidos a partir da resina resultante desses materiais plásticos reciclados.



A importância dos catadores de lixo


A temática ambiental ganhou destaque por volta de 1972, após a primeira conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o clima, em Estocolmo, capital da Suécia. Por aqui, no Brasil, os catadores tiveram seus primeiros registros de atividades no século XIX. Isso indica, segundo o levantamento feito, em 2013, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que os catadores acompanharam o desenvolvimento urbano do país e toda a transformação de resíduos resultante desse crescimento populacional. Pensando em incentivar os profissionais dessa área, no Rio Grande do Sul, a Braskem apoia algumas cooperativas de catadores como, a Associação Ecológica de Recicladores da Ponte Seca (AECO), em Triunfo. Em Porto Alegre, a empresa apoia o projeto Ecobarreiras, que recolhe lixo com barreiras de PET.


Além disso, como líder mundial em produção de biopolímeros, a Braskem, definiu iniciativas em prol da Economia Circular, as quais são voltadas para o desenvolvimento de parcerias com os clientes na concepção de novos produtos para ampliar e facilitar a reciclagem e a reutilização de embalagens plásticas. “Ao estabelecer um rol de iniciativas globais, aderindo a compromissos voluntários e expressando publicamente um posicionamento global a favor da Economia Circular, a Braskem está convidando clientes, parceiros da cadeia de valor, seus Integrantes e a sociedade em geral para ampliar o esforço conjunto em busca de soluções inovadoras e sustentáveis por meio do uso do plástico”, destaca Fernando Musa, presidente da Braskem.


Texto Mayara Morales/ Acadêmica de Jornalismo da Universidade Feevale


                                                              Foto Marina Goulart/Divulgação