Das quadras ao voluntariado

Das quadras ao voluntariado

Pais da jogadora de vôlei do Sesc RJ Flamengo perderam tudo nas cheias

Karina Reif

Valquíria Dullius ajudou desabrigados durante as enchentes

publicidade

A jogadora de vôlei do Sesc RJ Flamengo Valquíria Dullius, 29 anos, estava visitando a família em Canoas, quando a chuva começou e, em pouco tempo, cobriu a casa dos pais no bairro Mathias Velho. “Por uma sorte de Deus, eu pude estar aqui para ajudar a socorrer a minha família”, conta.

Ainda assim, ela se voltou ao trabalho voluntário e atuou no abrigo para cães na Ulbra nas madrugadas. Também ajudou nos resgates na cidade. Trabalhou em um local que está recebendo apenas mulheres e crianças em Canoas e buscou água para moradores do bairro Estância Velha, próximo de onde seus pais estão abrigados. “É uma experiência triste, mas que dá esperança em saber que o povo está se ajudando.”

De volta ao Rio de Janeiro, onde joga, a atleta refletiu como a vivência do esporte auxiliou a enfrentar essa situação: “Força física, frieza para tomar decisão. E mais do que tudo: coragem para proteger minha família e solidariedade com os outros”, analisa.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895