Newgarden vence em grande forma, mas Scott Dixon conquista hexacampeonato da Indy

Newgarden vence em grande forma, mas Scott Dixon conquista hexacampeonato da Indy

Dupla fez grande corrida numa prova cheia de alternativas em Saint Pete

Bernardo Bercht

Mais uma jornada de precisão e velocidade para o ás da Chip Ganassi

publicidade

Saint Pete foi palco de uma corridaça para encerrar a temporada 2020 da Fórmula Indy. Josef Newgarden batalhou como nunca e venceu, mas Scott Dixon chegou ao hexacampeonato com um também inspirado terceiro lugar a bordo do Dallara-Honda da Chipa Ganassi. Pato O'Ward completou em segundo, só para mostrar que a nova geração da Indycar vem forte.

Newgarden foi a grande estrela da prova, atacando o tempo todo e costurando no meio do pelotão para avançar após um treino menos bom que o ideal. O piloto da Penske ainda protagonizou uma das manobras do ano, ao passar Alex Palou e Colton Herta na mesma curva e tomar a ponta, já no terço final da corrida. Coisa de quem é campeão.

Mas o título mesmo ficou com o perfeccionista Dixon. O robozinho da Indy partiu do meio do pelotão mas estava sempre nos lugares certos e com a tática correta. Sem assumir riscos extremos, surgiu no fim com o terceiro posto e comemorou demais a conquista.

A prova ficou marcada ainda pelo naufrágio impressionante da equipe Andretti. O time tinha condições de terminar com as quatro primeiras posições da corrida, mas todos os seus pilotos cometeram erros ou foram vítimas de acidentes. O primeiro deles foi Marco Andretti, que vinha fazendo sua melhor prova do ano em sétimo. Ele fez um ataque ousado em Takuma Sato, o japonês tocou de leve na sua roda e acabou furando o pneu do norte-americano. Muro e, provavelmente, a última corrida de misto da carreira do neto da lenda.

Depois disso, Alex Rossi rodou sozinho e acertou o muro, encerrando suas chances. Ainda tínhamos James Hinchcliffe em Colton Herta dividindo a ponta. Hinchcliffe rodou sozinho durante uma bandeira amarela e deu adeus à briga. Herta lutava pelo segundo lugar quando escorregou, quase acertou o muro e acabou caindo para o fim do pelotão. Um imenso desastre.

Quem aproveitou foi o francês Sebastien Bourdais. O veterano mostrou todas as suas qualidades para levar o fraco carro da Foyt ao quarto lugar e garantir ao time do legendário A.J. o bônus milionário do Winners Circle, como 21º time mais bem colocado. Resultado essencial, num momento mais que ideal.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895