Eleições 2024: No RS, PSB e PDT focam nas alianças e apostam em federação

Eleições 2024: No RS, PSB e PDT focam nas alianças e apostam em federação

Porto Alegre deverá contar com chapa liderada pelas siglas

Taline Oppitz

Romildo Bolzan e Mário Bruck, em encontro na sede do PDT

publicidade

 Apesar do cenário nacionalmente complexo, em função de realidades regionais distintas, que está travando o avanço de negociações visando a formação de federação entre PSB e PDT, no Rio Grande do Sul, dirigentes já trabalham com essa perspectiva. O PSB e o PDT no Estado estão articulando para viabilizar alianças nas disputas municipais de 2024, em diversos municípios gaúchos, inclusive em Porto Alegre, e apostam na federação. “Seguindo a orientação das direções em nível nacional, essa aproximação natural com o PDT deve acontecer já no ano que vem, visando a formação da federação partidária com os trabalhistas e outras forças políticas para 2026”, disse o presidente estadual do PSB, Mário Bruck.

A pauta foi tratada, nesta segunda-feira, em encontro de Bruck e de integrantes da executiva socialista, com o presidente estadual do PDT, Romildo Bolzan Júnior. Além de conversarem sobre a possibilidade de estarem juntos em cidades do interior e também em Porto Alegre, os dirigentes alinharam, para a segunda quinzena de novembro, um encontro de aproximação entre as bancadas estadual e federal e lideranças dos dois partidos. A formalização da federação vem sendo discutida há meses em nível nacional.

Em março, a executiva nacional do PDT decidiu que os diretórios regionais e municipais do partido deveriam integrar o debate. As negociações envolviam ainda o Solidariedade. Os cenários locais distintos, assim como os interesses partidários, envolvendo as eleições municipais de 2024, podem levar a alianças no ano que vem e evoluir para a formação de uma federação nas eleições gerais de 2026. Os entraves, por ora, estariam especialmente concentrados nas brigas eleitorais em capitais como São Paulo, Salvador, Fortaleza, Recife, Natal e Curitiba.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895