Jerônimo Goergen não concorrerá e deixará a política

Jerônimo Goergen não concorrerá e deixará a política

Deputado federal está no terceiro mandato e atuará na iniciativa privada

Taline Oppitz

Jerônimo Goergen é formado em direito

publicidade

Ex-presidente do PP gaúcho e atual deputado federal em terceiro mandato, Jerônimo Goergen não concorrerá à reeleição e deixará a vida política. "Chegou o momento de encerrar meu ciclo na vida pública. Depois de dois mandatos de deputado estadual e três como deputado federal, decidi que não serei mais candidato nas próximas eleições. Nesse piscar de olhos se foram 20 anos. Tempo suficiente para deixar minha contribuição e, agora, abrir espaço para as novas gerações. Vou seguir conversando sobre política, apoiando meus candidatos e torcendo para que o Brasil dê certo. Foi uma decisão tranquila e madura, construída junto com minha família, amigos e colegas de trabalho", diz nota divulgada pelo deputado.

Segundo Jerônimo, sempre é preciso almejar voos maiores. "Este era meu objetivo neste momento: concorrer ao Senado. Mas se isso não foi possível, é preciso fazer a autocrítica e seguir em frente por outros caminhos", disse. Advogado formado pela Ulbra e com pós-graduação em Direito Empresarial, Jerônimo afirmou que seu caminho natural será advogar e se impor desafios na iniciativa privada. "Ao longo dessa caminhada, tive o privilégio de conviver e aprender muito com homens e mulheres de negócio. Pequenos, médios e grandes empreendedores que, mesmo com todas as dificuldades impostas pelo Estado, jamais desistem do seu país. É neles que irei buscar inspiração para este novo ciclo de vida que se abrirá oficialmente a partir de fevereiro de 2023. Até lá seguirei honrando cada voto a mim confiado pelo povo gaúcho", diz trecho do texto.

O deputado mencionou ainda as mudanças geradas pela pandemia. "Sem dúvida, a pandemia fez a gente repensar as coisas que realmente importam na vida. Ficar mais próximo da minha esposa e da minha filha deu um novo significado à minha vida e me transformou como ser humano. Obrigado por tudo!".

Apartes

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos”.
Fernando Teixeira de Andrade


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895