PSDB vive do passado

PSDB vive do passado

Tucanos seguem como entrave para formação de uma terceira via

Taline Oppitz

Caso uma avaliação, um mea culpa e uma guinada não sejam feitas, o partido acabará praticamente extinto nas urnas neste ano

publicidade

Após praticamente duas semanas do recuo de João Doria da pré-candidatura ao Planalto, o PSDB segue como principal obstáculo na formação de uma terceira via na sucessão presidencial. Acostumado a ser protagonista nas disputas pelo governo federal, polarizando com o PT, ala de tucanos parece não ter se dado conta de que o patamar do partido, agora, é outro. O PSDB foi literalmente atropelado pelo fenômeno Jair Bolsonaro na corrida presidencial de 2018. Bolsonaro tomou o lugar do PSDB no mapa das eleições brasileiras. E permanece lá.

É até compreensível que dirigentes tenham dificuldades para abrir mão da cabeça de chapa para Simone Tebet, pré-candidata do MDB, um dos maiores partidos do país e acostumado a estar no poder, independentemente do resultado das urnas. Ao contrário do MDB, que teve Orestes Quércia como representante em 1994 e, depois, apenas lançou candidato próprio em 2018, quando disputou com Henrique Meirelles, o PSDB nunca deixou de disputar a presidência da República desde sua fundação, em 25 de junho de 1988, há 34 anos. Em 2018, Meirelles, que nunca foi um ator político, fez 1,20% dos votos válidos e terminou a disputa na sétima posição. Representando o PSDB naquele ano, Geraldo Alckmin, bem mais experiente e conhecido politicamente, conquistou pífios 4,58% dos votos. A bancada tucana na Câmara dos Deputados foi reduzida pela metade.

Alckmin se filiou ao PSB e é vice na chapa de Lula. Pode ter adotado um caminho questionável, considerando sua trajetória. Mas adotou um. Enquanto isto, o PSDB segue batendo cabeça e fazendo exigências, como estava acostumado, nos velhos tempos, quando podia. Caso uma avaliação, um mea culpa e uma guinada não sejam feitas, o partido acabará praticamente extinto nas urnas neste ano. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895