Moinho Instrumental chega a Palmeira das Missões na terça-feira

Moinho Instrumental chega a Palmeira das Missões na terça-feira

Evento busca valorizar músicos do Estado e conta com show do acordeonista João Paulo Deckert

COLABORE

Evento ocorrerá no Parque de Exposições Telmo José Schardong, com entrada franca

publicidade

No próximo dia 24 de maio, Palmeira das Missões, terra do Carijo da Canção Gaúcha, receberá o 1º Moinho Instrumental. O evento ocorrerá no Parque de Exposições Telmo José Schardong, a partir das 20h, com entrada franca, e reúne nomes da música instrumental concorrendo pelo prêmio da primeira edição do festival.

No total serão 12 instrumentistas de várias regiões do Estado,  apresentando composições não inéditas. No palco o público poderá acompanhar violonistas, acordeonistas, flautistas, pianistas e harpistas. “O Moinho Instrumental é mais um evento que visa valorizar os musicistas do nosso Estado que vive um momento criativo excepcional quando falamos de música instrumental. Ele vem a ocorrer um dia antes do Carijo da Canção Gaúcha já com o clima deste grande festival que ocorre tradicionalmente em Palmeira das Missões. São renomados instrumentistas que irão proporcionar um belo espetáculo”, ressalta o produtor cultural João Bosco Ayala Rodriguez.     

O Moinho Instrumental foi idealizado pelos produtores João Bosco Ayala Rodriguez, Renato Morais e Dorval Dias com patrocínio da Palmitrac, Syntonia Agronegócios, Gold Grain Agrocereais, Cia da Terra – Produtos para a Lavoura, IPM Sistemas e Holanda Veículos Wolkswagen, através da Lei de Incentivo à Cultura Federal via Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura do Governo Federal.

Confira os concorrentes:

Gabriel Mafalda, Guilherme Goulart, Charlise Bandeira, Cesar Sosa, Jorge Rodrigues, Guilherme Castilhos, Nilton Júnior, Jair Gonçalves, Marcelinho Carvalho, Luiz Correia, Edison Macuglia e Cássio Figueiró. O júri é formado por João Paulo Deckert, que faz o show de intervalo do festival, Joaquim Velho e o maestro Mário Morlin.
                                           



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895