Bola de Ouro ganhará uma nova fórmula
capa

Bola de Ouro ganhará uma nova fórmula

Prêmio será concedido depois de votação de jornalistas, enquanto jogadores e técnicos não poderão votar

Por
AFP

Bola de Ouro ganhará uma nova fórmula

publicidade

Uma nova fórmula da Bola de Ouro entrará em vigor com a volta do prêmio da France Football, que não continuará com seu acordo com a FIFA, anunciaram nesta sexta-feira a revista francesa e a federação internacional de futebol. Este prêmio será agora concedido depois de uma votação de jornalistas, enquanto que os jogadores (capitães das equipes nacionais) e técnicos já não poderão votar.

"O acordo contratual entre a FIFA e a France Football (FF) chegou a seu fim no ano passado. Alertamos a France Football no início de agosto que o contrato não seria renovado", informou a FIFA. 

O organismo continuará, por sua parte, recompensando os melhores jogadores e jogadoras.  "Os detalhes sobre o nome desses prêmios, o lugar e a data onde serão entregues serão anunciados mais tarde", afirmou a FIFA.

Desde o acordo, em 2010, entre a FIFA e a revista especializada, apenas dois jogadores foram premiados, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, o que provocou muitas críticas.

Criada em 1956 pela France Football, a Bola de Ouro era, a princípio, designada por um grupo de jornalistas e apenas dizia respeito a jogadores europeus, antes de ser ampliada em 1995 ao conjunto dos jogadores estrangeiros de clubes do Velho Continente, sem distinção de nacionalidade.

A partir de 2007, começou a eleger o melhor jogador do mundo, antes da assinatura de um acordo entre a France Football e a federação internacional em 2010, fundindo a Bola de Ouro e o troféu de melhor jogador da FIFA. O grupo de eleitores então se ampliou aos capitães das equipes nacionais e técnicos.