Conmebol suspende técnico do Boca Juniors do segundo jogo da semifinal
capa

Conmebol suspende técnico do Boca Juniors do segundo jogo da semifinal

Guillermo Schelotto foi punido por ter retardado a entrada da equipe no segundo tempo da primeira partida

Por
Correio do Povo

Guillermo Schelotto foi punido por atrasar o retorno da equipe no segundo tempo da primeira partida da semifinal

publicidade

Assim como o River Plate, com Marcelo Gallardo, o Boca Juniors não terá o técnico Guillermo Schelotto no banco de reservas do segundo jogo da semifinal da Copa Libertadores da América. O treinador foi punido por uma partida por retardar a entrada da equipe em campo antes do segundo tempo do jogo de ida contra o Palmeiras, que ocorreu no La Bombonera. A informação foi divulgada nesta terça-feira pelo jornal Olé.  

Desta forma, Schelotto não terá contato com os jogadores no vestiário, no banco de reservas e nem poderá se comunicar com o irmão Gustavo Schelotto, que comandará o time argentino no reservado.

Além da suspensão, o técnico do Boca também foi multado em 1,5 mil dólares (pouco mais de R$ 5,5 mil). Já o clube argentino não receberá os 23 mil dólares (cerca de R$ 84,9 mil) de valores dos patrocinadores e dos direitos de TV repassados  Conmebol.

No primeiro jogo, o Boca venceu por 2 a 0 e pode perder por até 1 a 0 que garante vaga na final. Se o Palmeiras devolver o placar de Buenos Aires, a decisão será nos pênaltis.