Dupla Gre-Nal puxa fila de clubes que começam a voltar ao trabalho
capa

Dupla Gre-Nal puxa fila de clubes que começam a voltar ao trabalho

Enquanto clubes da Capital fazem treinos presenciais, outras equipes realizam atividades à distância

Por
Correio do Povo

Dupla Gre-Nal começa a voltar aos trabalhos


publicidade

Após um mês e meio de inatividade, os clubes brasileiros começam a voltar ao trabalho. Grêmio e Inter puxam a fila e são os primeiros a treinarem presencialmente, mas seis equipes já trabalham com os jogadores à distância: Bahia, Botafogo, Bragantino, Coritiba, Flamengo, Fluminense e Red Bull Bragantino. Os clubes divulgaram exercícios a serem feitos pelos atletas, separadamente, mas com horários definidos.

A volta ao trabalho combina com o interesse do Ministério da Saúde, que em carta enviada aos clubes e à CBF, se manifestou favorável à retomada do futebol. O documento ressalta que os jogos, sem a presença de público e com transmissão pela TV, ajudariam a reduzir a presença de pessoas nas ruas, ampliando as taxas de isolamento social. No entanto, a pasta ressalta que caberia a cada Secretaria Estadual de Saúde definir que tipo de atividades esportivas podem ser realizadas em cada federação. A CBF confirma que a finalização dos Estaduais é importante porque, só após o complemento dessas competições, terá início o Brasileirão.

O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, reconhece que não cabe à entidade definir datas, mas diz achar importante a volta aos treinos para os jogadores estarem prontos o quanto antes. A Federação Carioca, por sua vez, liberou os clubes a decisão de voltar aos treinos presencialmente, respeitando normas rígidas de protocolo. 

O Flamengo submeteu o técnico Jorge Jesus, o grupo de jogadores e os integrantes portugueses da comissão técnica, no sábado, a testes para a Covid-19. Foi a primeira medida do clube para o retorno das atividades. Os resultados saem ainda hoje e a ideia da comissão técnica do rubro-negro é retomar os treinos amanhã, depois que os resultados forem divulgados. Primeiro os treinos devem ser em pequenos grupos, em ambiente aberto, até ser possível realizar trabalhos com o elenco completo.


Em São Paulo, epicentro da Covid-19, haverá hoje uma reunião entre a Federação Paulista de Futebol e representantes dos clubes. Já o Campeonato Mineiro não deverá retornar antes do fim de junho, de acordo com o presidente da Federação, Adriano Aro. Por isso, a diretoria do América Mineiro definiu que enquanto o retorno das atividades não for confirmado, os jogadores permanecerão em licença remunerada.