Em jogo nos EUA, Henry fica de joelhos por 8min46s para homenagear George Floyd

Em jogo nos EUA, Henry fica de joelhos por 8min46s para homenagear George Floyd

Tempo é justamente o período em que o afro-americano foi asfixiado por um policial branco até morrer

AE

Jogadores do Montreal Impact também se ajoelharam utilizando camisetas do Black Lives Matter

publicidade

O ex-jogador francês e agora técnico Thierry Henry protestou de joelhos durante 8 minutos e 46 segundos em homenagem a memória de George Floyd. O ato aconteceu durante o jogo da sua equipe, o Montreal Impact, pelo campeonato MLS Is Back Tournament, na noite desta quinta-feira. O tempo é justamente o período em que o afro-americano foi asfixiado por um policial branco até morrer, crime que gerou uma série de manifestações nos Estados Unidos e em todo o mundo.

Antes do início da partida, jogadores e comissão técnica do Montreal Impact e do New England Revolution ficaram de joelhos no gramado em um ato de solidariedade ao movimento antirracista "Black Lives Matter" ("Vidas Negras Importam", em inglês).

Assim que o jogo começou, Henry, que vestia uma camiseta negra com o lema "Black Lives Matter", continuou com protesto de joelhos em frente ao banco de reservas de sua equipe. "Foram oito minutos e 46 segundos, acho que você sabe o porquê", disse Henry após o jogo. "Era apenas para prestar homenagem e mostrar apoio à causa. Era basicamente isso, é bem simples."

Henry assumiu o comando do Impact nesta temporada, após iniciar a carreira como técnico no Mônaco, de onde saiu em janeiro de 2019 por maus resultados depois de menos de quatro meses no cargo. Na partida desta quinta pela MLS, o Impact foi derrotado por 1 a 0 pelo New England.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895