França e Espanha abrem as semifinais da Eurocopa na tarde desta terça-feira

França e Espanha abrem as semifinais da Eurocopa na tarde desta terça-feira

Vencedor garante vaga na final de domingo e espera o adversário do duelo entre Inglaterra e Holanda, amanhã

Correio do Povo

Escalação de Mbappe foi confirmada pelo técnico da França, Didier Deschamps

publicidade

Espanha e França abrem na tarde desta terça-feira, em Munique, a fase semifinal da Eurocopa. O vencedor da partida, que começa às 16h (de Brasília), garante a primeira vaga na final da competição, marcada para o próximo domingo, em Berlim. O outro finalista será conhecido amanhã, quando jogam, no mesmo horário, Inglaterra e Holanda.

Do lado espanhol, o discurso é de muita atenção com os franceses, principalmente Mbappé. Questionado sobre uma suposta má fase do atacante adversário, o meia Rodri pregou cautela e respeito: "Não confio no que falam. Ele é um jogador que pode fazer a diferença com muita facilidade, tem a capacidade de causar estragos, esteja ele bem ou mal e se estiver em campo será uma ameaça e será preciso ficar atento", afirmou, em entrevista coletiva.

Mesmo ressaltando que os franceses contam com outros destaques além de Mbappé, Rodri vê razões para otimismo entre os espanhóis. "Não vamos com medo, vamos com a segurança de como estamos fazendo as coisas, já mostramos que podemos vencer qualquer um", lembrou. E de fato a Espanha vem mostrando que pode sair da Alemanha com a taça. Dos quatro semifinalistas, é a única seleção que venceu todas as suas cinco partidas até aqui, incluindo forças como Itália, Croácia e, na última partida, a anfitriã Alemanha. O time, porém, tem três desfalques importantes: o lateral Dani Carvajal e o zagueiro Robin le Normand, suspensos, e o meia Pedro, lesionado.

Do lado francês, a notícia mais esperada pelos torcedores chegou com a declaração do técnico Didier Deschamps garantindo a presença de Mbappé na decisão. "Não acho que o Kylian esteja mal fisicamente. Ele continuará em campo, vamos deixá-lo descansar o quanto precisar. Fizemos tudo o que pudemos. Estou convencido que o Mbappé está com a cabeça e o corpo no lugar, como todos os outros jogadores. Tem também a ver com a situação dele no clube (Real Madrid), um problema nas costas, a questão no nariz. Ele só precisa se acostumar com as novas condições de jogo. Acredito que ele fará de tudo para dar 110% contra a Espanha", diz o treinador, que pode agora como técnico repetir a façanha de 2000, quando foi campeão como jogador.

Outro astro da seleção francesa, Griezmann elogiou o adversário desta terça-feira, mas fez questão de deixar claro que não há o que se temer do outro lado: "É uma seleção que tem os dois alas, Nico e Lamine, que fazem a diferença cada vez que têm a bola. Eu adoro o futebol espanhol, então depende de nós causar danos a eles e encontrar algo para contrariar isso. Nenhuma equipe tem esse poder (de assustar). O que importa para nós é ter confiança para conquistarmos nossos objetivos e chegar à final da Eurocopa".


Mais Lidas

Confira a programação de esportes na TV desta terça-feira, 23 de abril

Opções incluem eventos de futebol e outras modalidades esportivas em canais abertos e por assinatura



Placar CP desta terça-feira, 23 de abril: confira jogos e resultados das principais competições de futebol

Acompanhe a atualização das competições estaduais, regionais, nacionais, continentais e internacionais

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895