Gillette confirma fim de parceria com Neymar, mas nega relação com denúncia de estupro
capa

Gillette confirma fim de parceria com Neymar, mas nega relação com denúncia de estupro

Conforme a empresa, contrato terminou antes do caso, ainda que marca apareça como patrocinadora do atleta no site oficial dele

Por
Correio do Povo

Jogador é acusado de estupro por uma mulher que conheceu nas redes sociais

publicidade

A Procter & Gamble Company (P&G), multinacional americana de bens de consumo, confirmou ao Correio do Povo o fim da parceria de sua marca Gillette com o jogador Neymar Jr., de quem era patrocinara. De acordo com a responsável pela comunicação da corporação para as Américas, o fim do vínculo não está relacionado à denúncia de estupro contra o atleta.

"Neymar Jr. não é um parceiro atual da Gillette. Nosso contrato terminou antes que as acusações fossem feitas contra ele", afirmou à reportagem. O texto informa que a Gillette não renovou o contrato nos primeiros meses de 2019, ainda que seja citada no site oficial do camisa 10 da Seleção Brasileira como um de seus patrocinadores.

Nesta quinta-feira, a Mastercard suspendeu parte da campanha publicitária estrelada pelo jogador que seria veiculada para a Copa América em decorrência das acusações contra o atacante. Durante a madruga, ele foi cortado do grupo que disputará o torneio em decorrência do rompimento do ligamento do tornozelo direito ocorrida na partida amistosa contra o Qatar, vencida pelo Brasil pelo placar de 2 a 0.