Goleiro do Boca tem fratura no maxilar e pode ficar dois meses afastado
capa

Goleiro do Boca tem fratura no maxilar e pode ficar dois meses afastado

Esteban Andrada levou a pior em lance que envolveu zagueiro Dedé, do Cruzeiro

Por
Correio do Povo

Andrada caiu e quase ficou inconsciente após choque com Dedé

publicidade

A noite dessa quarta-feira não foi só de boas notícias para o Boca Juniors. O time argentino começou bem a briga por vaga nas semifinais da Libertadores diante do Cruzeiro com uma vitória por 2 a 0. No entanto, o goleiro Esteban Andrada, que sofreu uma cabeçada do zagueiro Dedé teve uma fratura no maxilar. De acordo com o jornal Olé, da Argentina, o tempo estimado para recuperação é de até dois meses, dificultando a participação de Andrada no restante da competição.  

O choque ocorreu aos 24 minutos do primeiro tempo, quando o Boca Juniors já vencia por 1 a 0. A partir do lance, o árbitro chamou o VAR e decidiu expulsar Dedé. A partir daí, o jogo ficou mais complicado para o Cruzeiro, que acabou sendo superado por 2 a 0.