Grêmio lamenta morte de Valdir Espinosa: “Eternamente gratos”
capa

Grêmio lamenta morte de Valdir Espinosa: “Eternamente gratos”

Botafogo decretou luto de três dias pelo falecimento do profissional

Por
Correio do Povo

Valdir Espinosa comandou o Grêmio no maior título da história do clube

publicidade

O Grêmio, clubes brasileiros e personagens importantes do mundo do futebol utilizaram as redes sociais para lamentar a morte do técnico Valdir Espinosa. O treinador moreu nesta quinta, no Rio de Janeiro. Com uma imagem do treinador com a medalha da Copa do Brasil, conquistada em 2016, o Tricolor gaúcho escreveu no Twitter que o “dia amanheceu mais triste” com o falecimento do ídolo gremista. 

“Hoje o dia amanheceu triste, nos despedimos do nosso ídolo Valdir Espinosa”, publicou o Grêmio.

Já o Botafogo, clube onde Espinosa trabalhava, decretou luto oficial de três dias pela passagem do gerente técnico. “Muito querido no Clube por torcedores e por quem conviveu com ele no dia a dia, Espinosa vai fazer muita falta. Sua liderança, exemplo e ensinamentos seguirão no Botafogo como legado dessa figura tão representativa na história do Clube”, escreveu o clube da Estrela Solitária.

Espinosa teve uma breve passagem pelo Inter em 1990, onde venceu um clássico Gre-Nal, por 1 a 0, e afastou as desconfianças pela longa história no arquirrival. Nesta quinta-feira, o Colorado também postou uma mensagem lamentando a morte do profissional. 

O perfil oficial da Copa Libertadores também demonstrou tristeza e lembrou da última entrevista que Espinosa concedeu para eles. “Ficam as conquistas, lembranças e as boas histórias que ele viveu e contou”, escreveu em uma postagem.

Palmeiras, Fluminense, Flamengo, Esportivo, Athletico-PR e Duque de Caxias demonstraram tristeza pela morte do profissional que comandou os seus times. Outros clubes brasileiros também lamentaram a passagem de Valdir Espinosa.

O presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Hocsman, e outras personagens ligadas ao futebol também publicaram mensagens lastimando a perda do ex-jogador e ex-técnico.